Foras do estilo: Bierland Vienna e Imperial Stout

Santa Catarina tem uma história cervejeira marcante no Brasil. Colonizada por muitos imigrantes alemães, as bebida é produzida neste estado em diversas micro-cervejarias, muitas delas em Blumenau, terra da Oktoberfest. O maior destaque ficou para a Eisenbahn, uma das cervejarias artesanais mais conceituadas e difundidas do país, e que hoje tem como dona a Schincariol. Outras, porém, vem começando a ganhar participação no mercado nacional. Uma delas é a Bierland, que recentemente lançou duas cervejas que vem chamando atenção no mercado nacional. São as Bierland Vienna e a Imperial Stout que iremos analisar agora, e elas trazem uma enorme diferença entre si. AVienna se mostra complexa e ousada, indo além do que o estilo determina. A Imperial, apesar de saborosa e equilibrada, não diz muito a que veio quando se trata de uma cerveja mais extrema.

Primeira a ser lançada, a Vienna arrebatou fãs por onde passou. Os elogios vieram após seu lançamento por aqui, no Boteco Colarinho, em Botafogo. O barril se esvaziou com uma velocidade impressionante. O estilo Viena segundo o BJCP:
“Leve maltado, com tostado suave, devido ao uso de malte tipo Vienna. Amargor suficiente para equilíbrio com o malte. Ausência de aromas de torrado ou caramelo. Ausência de ésteres frutados ou diacetil. Aroma de lúpulo pouco intenso ou mesmo ausente.”

E é justamente na última frase que ela se destaca. Assim como a Brooklyn Lager, esta Vienna Lager produzida pela Bierland tem um amargor pronunciado, assim como o aroma maltado dividindo espaço com o lúpulo. Desta forma, a cervejaria que possui estilos bastante tradicionais, como Wiezen, Bock e Pilsen, ousa e traz ao mercado uma cerveja especial e de alta qualidade. Com uma bela coloração âmbar e espuma firme, coloca a cervejaria em um novo patamar. A Bierland ousou ir além do estilo, e produziu uma ótima cerveja.

E qual não foi a alegria de ver no Twitter a notícia de que a próxima era uma Imperial Stout. Ou seja, uma stout levada ao extremo, mais encorpada, alcoólica e lupulada. Raras são as cervejas nacionais em estilos mais radicais, o que pareceu um amadurecimento da Bierland. E justamente nesta cerveja, na qual se esperava o algo mais, principalmente após à Vienna, a decepção foi imediata. No BJCP o estilo Imperial Stout é tratado como Russian Imperial Stout, e assim vamos analisá-la.

De cara, o seu teor alcoólico deixa a desejar, com apenas 7%. O estilo varia entre 8 e 12%. E, quando se pensa no corpo, o padrão do estilo é viscoso, quase licoroso. Utilizando açúcar mascavo na sua receita (ou seja, menos malte), ela é uma cerveja com o corpo muito abaixo do esperado e não chega ao extremo proposto. É uma cerveja saborosa, tendo marcado o chocolate amargo tanto no aroma quanto no sabor. A carbonatação é bem baixa, não havendo quase retenção de espuma, o que não é o ideal, mas pode ser aceitável para o estilo. O sabor e aroma de torrado são bem agradáveis. O teor alcoólico mais alto aparece discretamente, produzindo um leve aquecimento.

A impressão final, portanto, é muito positiva. A Bierland ousou nas suas duas novas receitas. Produziu uma excelente Vienna Lager, que pode fazer frente à qualquer outra cervejaria nacional. E acertou em buscar um estilo extremo, encontrado apenas em edições especiais no Brasil (Colorado Ithaca e Double Chocolate Stout da DaDoBier). O pesar ficou em ver que ela ainda não obteve o resultado tão bom na segunda tentativa. Poderia ter ousado um pouco mais para uma Imperial Stout. Mas ainda assim, são duas boas novidades vindas de Santa Catarina que muito contribuem para o mercado de cervejas artesanais. Recomendamos que provem as duas que certamente são duas belas cervejas fora do estilo, o que nós, particularmente, não temos nada contra.

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

2 Comentários

    Será que alguém poderia me ajudar com a receita de uma vienna lager? Não encontrei em lugar algum.

    Obrigado.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.