Universo da Cerveja

Tipos de copos de cerveja: entenda as diferenças e quando usar cada um

tipos de copos
Escrito por Carlos Lara
SEGUIR NO INSTAGRAMPowered by Rock Convert

Você sabia que existe copo certo para beber cerveja? Se você acha que beber em qualquer copo já é bom, aprenda que com os copos de cerveja certos é possível aproveitar o máximo da experiência gustativa da bebida.

É preciso entender a importância do copo, até porque ele interfere em diversos aspectos da cerveja, como formação de espuma, aroma e sabor.

Alguns copos possibilitam tomar diversos tipos de cerveja, quanto a outros são bem específicos.

Ao final desse texto, garanto que você vai beber melhor e aproveitar todo o potencial da sua cerveja, e talvez (sinto informar), tenha que fazer uma bela compra de copos novos.

Um pouco da história dos copos

Já testamos de tudo durante a história para carregar cerveja. Desde couro, barro, passando pela porcelana, madeira, metal até chegarmos ao vidro, que é o mais comum hoje em dia.

Um dos primeiros recipientes usados para armazenar cerveja veio dos Sumérios. Eram vasos de barro em que eles usavam canudos para beber, pois era de uso comum e evitava que engolissem areia.

Já na Inglaterra, a caneca de madeira, também conhecida como Tankard, era a mais utilizada. Os frequentadores dos pubs revezavam em turnos para beber a cerveja servida nesta caneca, pois tinha mais gente para servir do que caneca para beber.

Na Alemanha até o século XIX, ao invés da madeira, os recipientes eram feitos de barro e posteriormente de cerâmica. Por lá a prática de compartilhar copos também era comum.

O couro também já serviu como matéria prima para os recipientes de cerveja, tradição vinda desde o período neolítico. Na Inglaterra, esses recipientes chamados de BlackJacks e Bombard eram moldados em formas próximas às canecas que conhecemos hoje.

Quanto ao vidro, apesar das primeiras evidências de objetos ocos feitos desse material serem de épocas muito remotas, era necessária muita habilidade dos artesãos para manusear o material.

Além disso, o material era caro e bem mais comum nas mesas dos mais ricos. Somente por volta de 1800 que novas técnicas de produção tornaram o vidro um material mais acessível e seu uso se popularizou.

Mas afinal, por que usamos o vidro?

Ele é um material que permite que você veja, cheire e prove sua cerveja sem interferência do recipiente no resultado. Beber num copo de barro, por exemplo, altera o sabor e torna impossível apreciar a cor do líquido.

16 tipos de copos de cerveja

É sim uma grande a variedade de copos, desenhados principalmente para aprimorar a experiência de degustação de uma cerveja, por isso a lista chega a ser um pouco extensa.

O conceito básico de um copo é que ele deve ser seguro e fácil de segurar. Pode ser até bonito, mas os relevos, hastes e alças precisam facilitar a experiência sensorial.

Especificamente no caso das hastes, muito comuns em cálices, elas funcionam para que você não troque calor com a bebida encostando diretamente no corpo do copo.

Para aromas a regra é relativamente simples, os copos de cerveja com bordas e bocas mais largas soltam melhor os aromas, portanto favorecem cervejas perfumadas.

Já os que possuem bordas e bocas mais estreitas, retém os aromas dentro do próprio copo, o que facilita percebê-los. Além disso, seu formato ajuda na formação de espuma, que é um excelente retentor de aromas.

Explicado um pouco sobre os formatos, vamos agora para os tipos de copos:

 

Pilsen ou pilsner

Com formato estreito e alongado, esse tipo de copo geralmente recebe estilos como American Lager e Pilsner que não possuem aromas muito evidentes para facilitar a captação dessas notas.

 

 

copo lagerLager

Quando você vai num barzinho e pede um chope, provavelmente é nesse copo que vai vir. Esse copo contribui para a formação e manutenção da espuma devido a base estreita que fica mais larga do meio para cima.

Seu formato permite uma boa visualização de cervejas cristalinas e douradas.  Além do chope, vai bem para algumas cervejas do tipo Pilsen, American Lager e Light Lager.

 

copo calderetaCaldereta

Um copo extremamente versátil e indispensável para quebrar um galho. Pode servir desde Lagers e IPAs até Porter e Stout.

 

 

 

copo pintPint

O tradicional do Reino Unido, tem capacidade para 568ml. Já dos EUA, cabem 473ml. Ainda nos bares da terra da rainha, a palavra pint é usada para pedir cerveja nos bares, por esse motivo, os copos foram padronizados e o pint se tornou o copo mais popular nos pubs europeus.

É também considerado uma unidade de bebida, portanto você consegue pedir cervejas em half-pint (metade), two-thirds pint (⅔) e one-third pint (⅓).

Além disso, esse copo é simples e pode servir grandes quantidades de cerveja dos estilos Bitter, IPA e Session IPA, Porter e Stout.

 

copo weizenWeizen

De boca larga para comportar também o colarinho formado pela espuma das cervejas de trigo, essas taças recebem 500 ml da bebida (sim meu caros, meio litro). Exclusivo para cervejas de trigo como Weiss, Weizen, Weissdunkel e Weissbock.

 

copo tulipaTulipa

Delicado e com uma pequena curva para fora, este copo expande os aromas e facilita a evolução da espuma. Considerado excelente para os estilos Belgian Strong Ale e Doppelbock.

 

 

copo calice/gobletCálice

A taça tem boca larga e fundo raso que privilegia a retenção de espuma e proporciona melhor experiência em relação aos aromas frutados e complexos das cervejas belgas especiais. Na Bélgica é chamado de Goblet.

É ideal para as grandes trapistas belgas, mas também pode ser usado com os estilos Dubbel, Tripel e Quadrupel. Variações de formato são encontradas com os nomes de Bolleke (copos da Leffe e Westmalle) e Trapist (copo da LaTrappe).

copo flautaFlauta

Perfeita para cervejas submetidas ao processo de champenoise (método tradicional de elaboração de espumantes).

Mantém a carbonatação por mais tempo e favorece a apreciação da perlage (nome bonito para borbulhas de gás carbônico que se formam quando um espumante ou champagne é servido). Para estilos como Lambic, Geuze, Faro, Brut e Fruit Beer.

copo canecaCaneca

As canecas são perfeitas para cervejas fáceis de beber e para brindes enérgicos. Combina com festivais de cerveja e o Oktoberfest. Muito utilizado também, para servir chope, cervejas vendidas na pressão e os estilos Helles, Marzen, Pilsen, Vienna Lager e Bitter.

Elas se assemelham ao formato do estilo mass (mugs ou stein), a diferença é a quantidade, que geralmente comportam 500ml de cerveja.

 

copo steinMass / Mugs / Stein

Também chamado de Mugs (inglês) ou Stein (alemão), o típico canecão alemão que suporta até 1 litro de cerveja tem paredes espessas e alça firme. Característica que auxilia na manutenção da temperatura da cerveja e permite brindar várias vezes.

Assim como a caneca, combina com os estilos Helles, Marzen, Pilsen, Vienna Lager, Bitter e muito chope.

copo tumblerTumbler

Esse copo é ideal para apreciar cervejas do estilo Witbier. Elas possuem baixa formação de espuma e, por isso, não precisam de copos com boca estreita.

 

 

copo cilindricoCilíndrico

Fino e com diâmetro igual da boca ao fundo, contribui para a formação de espuma e concentração dos aromas, ideal para cervejas do tipo Kölsch e Altbier.

 

 

copo americano Americano

Com cerca de 190 ml, é o mais pedido para uma boa botecagem com cervejas mais leves dos estilos American Lager, Pilsen e Light Lager.

Uma curiosidade é que ele tem o nome de copo Lagoinha em Belo Horizonte, uma das únicas partes do Brasil que não adere ao termo copo americano.

 

copo pokalPokal

Com fundo arredondado e boca estreita que favorece a preservação de espuma, o aspecto transparente e brilhante da cerveja e também a saída de perfumes a cada vez que se toma.

O Pokal é bastante versátil e mesmo sendo considerado o coringa para todos os estilos de cerveja, as mais indicadas para esse copo são as carbonatadas, claras ou escuras, como Lagers em geral e algumas Bock e Witbier.

Das BootDas Boot (ou Beer Boot)

Esse é um copo um tanto diferente do que estamos acostumados, conhecido na Alemanha como Das Boot ou Beer Boot, tem sua famosa característica ser em um formato de bota masculina.

A diferença é que ao se inclinar o copo e tomar a cerveja, faz-se uma bolha de ar na ponta que depois vai até o calcanhar — e fazendo com que você derrame toda a cerveja ao tomar.

 

copo thistleThistle

Com uma base curva para facilitar o encaixe da mão que contribui para o aquecimento da cerveja e liberação dos aromas. Ideal para cervejas do tipo Scotch Ale.

 

 

copo snifterSnifter

O bojo largo e a boca estreita retêm a espuma e concentram os aromas mais voláteis das cervejas mais complexas como a Barley Wine e Imperial Stout.

 

 

Dicas e curiosidades

  • Não utilize copo gelado. O contato da cerveja com a temperatura do copo produz condensação que irá diluir a bebida e pode alterar o sabor e a temperatura correta ideal para se degustar a cerveja.
  • Lave seus copos sempre à mão. O sabão que sobra no copo pode estragar a cerveja e o seu creme. Seque, de preferência, naturalmente, sem contato com tecidos.
  • Jamais retire os copos do escorredor e sirva logo em seguida. Os copos de cerveja devem estar sempre na temperatura ambiente para receber a bebida.
  • 60 a 80 por cento do gosto da Cerveja é determinado pelo olfato.

Conclusão

Agora que você conhece os principais copos de cerveja e alguns estilos que combinam com cada um, fez sua lista de compras com os que estão faltando na sua coleção?

Algumas cervejarias estão informando nos rótulos o copo ideal, além das informações básicas da cerveja como IBU (amargor), ingredientes e teor alcoólico, o que ajuda bastante o consumidor.

A experiência de tomar uma cerveja é muito intensa e única, e passa diretamente pelo copo (literalmente) por isso não deixe de degustar sua cerveja no copo certo e eleve o potencial do sabor a outro nível!

Esperamos ter ajudado e também é sempre bom lembrar você de que estamos no FacebookTwitterInstagram, interagindo e compartilhando conteúdos incríveis como este.

aprender a fazer cerveja em casaPowered by Rock Convert

Sobre o Autor

Carlos Lara

Marketeiro e cervejeiro de buteco. Criei a minha paixão pela cerveja há um tempo, principalmente vendo jogos de futebol e tomando uma boa cerveja com o meu pai, e hoje escrevo conteúdos sobre diversos assuntos nas horas vagas.

4 Comentários

Comentar