Conheça a origem e história da cerveja Petroleum

Coleção de livros na Amazon
José Felipe e Thiago Carneiro da Wäls (de branco) ao lados dos sócios da DUM: Luiz Felipe, Murilo Foltran e Julio Moutinho

Uma das cervejas caseiras brasileiras mais badaladas agora será produzida em escala comercial. A Petroleum, uma Russian Imperial Stout da DUM Cervejaria (nanocervejaria paranaense), teve sua primeira produção na Wäls, em Beleo Horizonte, na última sexta feira, dia 20. Aclamada e desejada, esta rara cerveja agora chegará ao mercado para os fãs da cerveja densa e escura como um petróleo.

Filtragem da densa e negra Petrolum

Será a primeira Russian Imperial Stout produzida no Brasil em linha, uma vez que a há a sazonal Colorado Ithaca, que já teve dois lotes lançados. Agora, resta esperar para ver se a fama da maravilhosa Petroleum (que esse que vos escreve teve a honra de degustar algumas vezes) se comprova também em escala comercial. Talento para produzir cervejas deste calibre não falta à Wäls. Esta parceria promete, e, mais uma vez, joga luz aos cervejeiros caseiros do Brasil na produção comercial.

Confira abaixo na íntegra o comunicado oficial:

É com imensa alegria que informamos oficialmente a parceria das cervejarias para a produção da mais falada cerveja caseira do Brasil: Petroleum.

O sonho começou a ser construído no saudoso Saaz Bier Bar em Curitiba um dia antes do Beer Day 2011. Com um brinde uníssono bradamos uns aos outros a intenção de produzir a Petroleum em escala industrial.

Quase um ano se passou e a produção aconteceu neste final de semana que será marcado para sempre na história cervejeira do Brasil.

A deliciosa Russian Imperial Stout foi desenvolvida pelos sócios Murilo Foltran, Luiz Felipe Araújo e Júlio Moutinho em Julho de 2010 . De lá pra cá ela veio conquistando os paladares dos aficionados por cervejas especiais. Foi considerado por muitos uma cerveja Platônica e inacessível, devido a pequena produtividade da DUM. A parceria surgiu para solucionar tal fato.

A cervejaria Wäls se orgulha de ser palco para o espetáculo chamado Wäls Petroleum. É a primeira cerveja do estilo produzida em escala comercial no Brasil. Estamos presenteando o consumidor com a mais deliciosa Stout.
A primeira produção aconteceu nos dias 20 e 21 nas dependências da cervejaria Wäls em Belo Horizonte e entrará na linha de produtos comercializados pela cervejaria.

Aqueles que realmente tiveram paciência estão prestes a serem recompensados.
Viva la Revolución
Wäls & DUM

Colocada no patamar de uma das melhores cervejas artesanais do Brasil, a Petroleum jogou luz sobre a DUM Cervejaria, de Curitiba/PR. Recentemente, mais destaque: a Wäls produziu a cerveja deles em escala comercial. Mas afinal, o que pensam e planejam os cervejeiros e empreendedores curitibanos? Para desvendar isto, entrevistamos eles, ou seja, uma entrevista respondida de forma coletiva. Confira:

Homini lúpulo – Como surgiu essa parceria com a Wäls?

DUM Cervejaria – A história da parceria Wäls e DUM é anterior ao surgimento da DUM. Em 2008 o José Felipe esteve em Florianópolis para apresentar a Wäls na Panificadora Metrópole, saudosa Padoca, berço da ACervA Catarinense, e lá conheceu o Murilo, que na época fazia a Opus C3 com o Marco Zimmermann. Quando voltou a morar em Curitiba em 2010, Murilo passou a fazer cerveja com os amigos Júlio, Luiz Felipe e Wiliam com o objetivo exclusivo de ter cerveja para tomar nos jogos do Furacão da Baixada (Atlético Paranaense). Durante o primeiro Festival Nacional da Cerveja em Blumenau (Nov/2010), José Felipe tomou a Petroleum e ficou impressionado. Um dia antes do BeerDay 2011 realizado em Curitiba, enquanto bebíamos uma Petroleum, houve um brinde com o José Felipe falando sobre um dia produzir na Wals. Ele insistiu para pegar uma caixa e levar pra BH, combinamos que trocariamos por cervejas da Wäls, negócio feito. Passado uns meses aconteceu o Pão e Cerveja, onde pediamos ajuda para produzir em escala comercial. Isso atiçou ainda mais os mineiros da Wäls. Durante o Wikibier foi feito o convite formal, tinha espaço pra produzir a Wäls em Janeiro. Conversamos por email e no Festival da Cerveja em Blumenau 2011 fechamos a parceria e agora em janeiro produzimos a cerveja lá.
HL – Vocês já pensavam nesta produção da Petroleum em escala comercial?

DC -Fizemos a Petroleum para os 4 amigos beberem antes do jogo do Furacão, não imaginávamos que uma cerveja tão porrada, caísse no gosto de tanta gente. Num país dominado pela cerveja sem gosto, quem acreditaria? O fato é que ela caiu no gosto da galera desde a primeira vez que levamos no encontro da Bodebrown. Nos festivais a nossa cerveja é muito procurada, o pessoal vem seco.

E caiu no gosto dos blogueiros que escreveram muito bem sobre a cerveja e criou-se a fama. A partir do Festival de 2010 em Blumenau, recebemos toda semana o pedido de alguém querendo comprar Petroleum. Fazendo em casa não temos como atender uma demanda dessa, também porque não temos as licenças e porque bebemos a maioria com nossos amigos. O que por vezes parecia que éramos egoístas, mas é que realmente não temos pra vender. Nosso objetivo com a DUM é ter cerveja boa feita por nós para bebermos, não vender.

Então, o único jeito de fazer com que a cerveja conseguisse matar a sede de mais gente seria arrumar algum espaço em Cervejaria já existentes. Deu certo com a Wäls e estamos animados esperando o resultado.

Murilo, em primeiro plano, e Luiz Felipe gravando a brassagem

HL – Como é, para vocês, ter a Wäls, uma cervejaria de tanto prestígio, produzindo a receita de vocês?
Realização de um sonho. Qual cervejeiro não sonhou em ter uma cervejaria? Em ter cerveja sua no supermercado para vender? Ainda não caiu a ficha direito. Meio cedo pra falar alguma coisa. Estamos nas nuvens ainda.
HL – Como funcionará a parceria? Há planos para novas receitas entrarem em linha?

A cerveja vai se chamar Wäls Petroleum, terá a logo DUM no contra-rótulo, e estabelecemos uma parceria com a Wäls, para que eles nos ajudem nos planos futuros da DUM, que inclui um dia nós termos o nosso brewpub produzindo a Petroleum. Sobre novas receitas é cedo pra dizer ainda, acabamos de fazer lá. Daqui uns 6 meses, quem sabe não sai mais uma maluquice ai.

 
HL – Há uma previsão para o lançamento da Petroleum?

Esperamos que o mais breve possível. Acreditamos que seja no Festival da Cerveja em Blumenau. Não depende só da DUM e da Wäls. Mas vai dar tudo certo, só ter confiança e paciência.

HL – Quais os planos da DUM Cervejaria para o futuro?

“Dominar o Mundo!!! Não bastam 24 territórios, nem maioridade na Oceania.” – brincadeirinha.

Bom, o segundo sonho é ter um Brewpub da DUM em Curitiba. E a Wäls vai nos ajudar nisso com sua experiencia e com a visão que ela tem de dentro do negócio cerveja. O Julio está fazendo um MBA na FGV para montar nosso plano de negócio e a maior dificuldade que encontramos para um bom projeto é justamente os números necessários para saber se é possível ou não. Se vale a pena assim, ou assado, um investimento desse tem que ser muito bem pensado, visto e revisto.

A boa nova da cerveja com sabor e aromas espalha-se por Curitiba rapidamente. Temos um monte de ótimos cervejeiros aqui, bares também pipocam, enfim o negócio cerveja ferve por aqui. Iremos sediar alguns jogos da Copa também, então o plano é: abrir uma cervejaria com um restaurante em anexo antes dela.

O Brewpub terá as cervejas da DUM e dos nossos amigos, comida boa, enfim, um ambiente para os amantes da cultura cervejeira. Estamos atras de investidores, chefs de cozinha, alguém que queira abrir um restaurante que combine com a proposta que temos. Enfim, toda ajuda é bem vinda. Informação nunca é demais. Como é comum se dizer para empreendedores que estão querendo amadurecer uma ideia: converse com o maior número de pessoas possível.

Biblioteca de livros (1)

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.