cerveja delirium

Cerveja Delirium: a renomada cerveja belga do elefante rosa

Muito se fala da cerveja Delirium, mas poucos conhecem a fundo sobre a cervejaria por trás dela, por isso hoje resolvemos falar um pouco mais de sua história — mas não deixaremos de falar sobre a Delirium, ok?

Portanto fique aqui e aprenda um pouco mais sobre a incrível cervejaria belga que trouxe o elefante rosa à vida!

A cervejaria Brouwerij Huyghe

A história da cervejaria começa realmente em 1902 com a chegada de Leon Huyghe a cidade de Melle, um município situado na Bélgica. Mas de acordo com o próprio site, desde 1654 havia produção de cerveja nas instalações de onde a fábrica da Delirium se instalaria.

Foram anos difíceis e conturbados para a cervejaria, e resumiremos aqui alguns dos principais fatos ocorridos na época:

  • 1902: chegada de Leon a Melle
  • 1906: compra de uma antiga cervejaria
  • 1914 – 1918: 1ª Guerra Mundial afeta a produção e o mercado
  • 1964: expansão e modernização da linha de engarrafamento
  • 1985: grande reforma na fábrica e troca da produção de Pilsen por cervejas Ale
  • 1988: nascimento da Delirium Tremens
  • 1992: criação da Confraria do Elefante
  • 1997: ano em que a Delirium Tremens é nomeada a melhor cerveja do mundo
  • 2005: celebração de 350 anos da cervejaria

É uma história em tanto não é?

Podemos afirmar que poucas cervejaria sobrevivem a todo esse tempo de produção e a Brouwerij Huyghe merece todo o respeito, não só por isso, mas pela coragem de inovar e buscar sempre a qualificação, inovação e tecnologia para a produção de cerveja — e que a credenciam como uma das maiores produtoras da Bélgica.

No ano de 2008 a cervejaria atingiu a marca de 100.000 hectolitros. Após isso ainda expandiu com 2000m², além de 10 novos tanques de 700hl e 3 de 250hl para toda a sua área industrial. Após 3 anos começou a construção de uma nova instalação, onde foi investido 7 milhões de euros para aumentar a capacidade de produção para 300.000 hectolitros.

É importante saber que a cervejaria detém outras marcas e rótulos, não somente a Delirium são eles:

  • La Guillotine
  • Averbode
  • Floris
  • Campus
  • St. Idesbald
  • Blanches des Neiges
  • Mongozo
  • Villers

Onde variam a produção da cerveja e seus estilos.

Confraria do Elefante Rosa

Confraria do elefante rosa
Turma da confraria do elefante rosa

A cervejaria mantém uma irmandade que se chama Confraria do Elefante Rosa, onde foi fundada em 24 de abril de 1992 e possui 23 membros ativos, dos quais 18 constituem o Grande Conselho.

A confraria tem como objetivo promover tradições antigas e cervejas locais e em particular a Delirium Tremens. A Irmandade também é engajada em causas sociais. Eles apoiam regularmente o Departamento de Psiquiatria Infantil do Instituto Psiquiátrico Caritas, em Melle, na Bélgica.

A famosa Belgian Golden Strong Ale Delirium Tremens começou suas atividades em 1988, com um caráter partícular e o sabor único resultaram três diferentes tipos de leveduras.

É uma cervejaria que apresenta uma garrafa e rótulo original, além de ser de cerâmica possui um rótulo colorido com o famoso elefante cor de rosa, fazendo com que fosse sucesso mundial.

No ano de 1997 a Cervejaria Delirium recebeu o título de melhor cerveja do mundo e também conquistou a medalha de outro no World Beer Championships, em Chicago.

As cervejas Delirium

As cervejas Delirium são fabricadas em seis rótulos: Tremens, Nocturnum, Christmas, Red, Argentum e Deliria. Cada uma possui uma característica diferente e faz com que a cervejaria seja ainda mais especial e procurada em todo o mundo.

A grande Cerveja do Elefante Cor de Rosa é considerada uma das melhores cervejas do mundo, pois é triplamente fermentada sendo que a sua última fermentação ocorre na própria garrafa.

Uma cerveja encorpada e com um sabor surpreendente, possui um teor alcoólico um pouco mais alto do que o normal. Além de todas as suas cervejas serem muito bem elaboradas, são feitas para quem procura uma cerveja mais encorpada e um belo apreciador da mesma.

Pois por possuírem o teor alcoólico um pouco mais alto do que as outras, possuem um paladar um pouco mais amargado do que as cervejas que muitos estão acostumados.

É uma cerveja feita para ser apreciada e saboreada, superando ainda mais as expectativas de bons apreciadores de cervejas mais elaboradas e estrangeiras. É uma ótima pedida e com certeza não irá se arrepender, vale todo o centavo gasto.

Delirium Tremens

É considerada uma clássia belga e amada por muitas pessoas, não é à toa que em 1998 foi eleita pela primeira vez a melhor cerveja do mundo no World Beer.

Seu teor alcoólico é de 8,5%. É uma cerveja carbonatada, com uma coloração dourada marcante e que produz uma espuma consistente. Traz uma percepção suave ao ser experimentada e também é perceptível um aroma frutado, que equilibra entra maçã, uva chardonnay e lúpulo.

As mesmas frutas também estão presentes em seu sabor e são suas características marcantes.

Uma curiosidade é que o nome da cerveja é referência a um distúrbio causado no organismo pela abstinência do uso de álcool ou até mesmo de drogas. E o nome custou caro, porque a cerveja foi suspensa nos Estados Unidos e Canadá por um certo período  de tempo.

Não podemos deixar de mencionar a técnica dry hop e três diferentes leveduras em sua fabricação, dando uma harmonização com peixes e frango.

Delirium Argentum

A Delirium Argentum foi elaborada para a comemoração do aniversário de 25 anos da Delirium Tremens, com uma receita limitada e especial. Estamos falando aqui de uma Belgian IPA com 6 tipos de lúpulo. Isso mesmo!

Argentum do Latim significa para assim como o rótulo, que faz alusão às bodas de prata da Delirium Tremens e possui uma aparência levemente turva.

Com seus diferentes tipos de lúpulo, possui um teor alcóolico de 7% e um leve sabor de cevada tostada e malte de trigo. Pela sua quantidade e variações de lúpulos, ela é uma cerveja que passa pelo processo de dry hopping e o resultado final é uma amargura complexa, além de aromas cítricos seguidos por um leve toque de caramelo.

Sua fabricação faz com que seja perfeita para ser degustada juntamente com risoto de gorgonzola, cordeiro assado ou até mesmo um delicioso queijo emmental.

Delirium Nocturnum

Um segundo rótulo famoso da marca, se trata de uma Belgian Dark Strong Ale conhecida por sua complexidade e também sabor.

Sua grande característica é a presença do aroma e sabor, principalmente do malte e também seu frutado que remete a frutas secas. Seu corpo tem densidade e consistência, algo esperado desse estiloç

O amargo que ela apresenta no final abre as possibilidades para que a Delirium Nocturnum seja utilizada em várias harmonizações, seja ela com carnes vermelhas, de aves pequenas ou porco. queijo gorgonzola.

Com o teor alcoólico de 8% possui uma cor marrom, turve e possui a presença de muitos sedimentos de fermento. Deixando assim o seu paladar levemente acido e amargo que finaliza potencializando a sensação alcoólica e picante.

Seu aroma passa de malte doce e frutado, para caramelado e toffe devido a levedura torrada.

Delirium Red

É uma cerveja belga de coloração vermelha escura, pois é produzida com cerejas fazendo com seu aroma seja frutado, suave e com cerejas levemente azedo. Além das suas notas de amêndoas é uma cerveja que vai muito bem com sobremesas e alimentos mais adocicados.

Seu líquido vermelho possibilita a formação de um creme rosa em sua espuma, denso e persistente que deixa o sabor ainda mais incrível. Sendo seu sabor o ponto alto, variando entre doce e azedo.

Resultando uma excelente harmonização com queijo brie, camambert e também bolos de chocolate.

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.