cerveja american lager

American Lager: o tradicional estilo americano de cerveja

SEGUIR NO INSTAGRAMPowered by Rock Convert

American Lager é um estilo de cerveja muito consumido no mundo. São cervejas leves, límpidas com a coloração dourada e um corpo e espuma baixos, o que faz com que ela agrade diversos paladares por ser uma cerveja leve e de grande drinkability.

Nesse post vamos conhecer um pouco sobre a história desse estilo tão polêmico, o que esperar quando se compra uma American Lager, quais as impressões que temos ao degustar essa breja e algumas outras curiosidades sobre o assunto.

Portanto continue aqui e aprenda tudo isso em um conteúdo só!

O que é o estilo American Lager?

Simplesmente um estilo que é muito consumido em todo o mundo, principalmente por se tratar de cerveja do público de massa.

Não são cervejas complexas, apresentam sabor suave e aroma neutro, sua aparência é de um amarelo claro e limpo.

É o estilo de cerveja ideal para ser bebida em dias quentes ou durante o churrascão do fim de semana, sem falar que ela proporciona refrescância, sacia a sede de quem bebe e tem alto drinkability.

Vale lembrar que ela deve ser bebida gelada, em uma temperatura aproximada de 4ºc.

São cervejas de baixa fermentação, tipo Lager; ou seja, durante a fermentação as leveduras realizam a fermentação no fundo do fermentador, e a temperatura que isso acontece é entre 6 e 12ºC; isso é o que diferencia basicamente o grupo das Lagers do grupo das ALEs, que realizam fermentação no topo do fermentador, e a temperatura para isso é entre 17 e 25ºC.

E por fim, não é nada mais nada menos do que a cerveja mais produzida e consumida no mundo.

American Lager x Pilsen

É comum as pessoas se confundirem entre esses dois estilos, isso porque as indústrias têm o hábito de rotular suas cervejas American Lagers como Pilsen. Isso é mais uma questão comercial do que técnica, e sempre acaba por gerar dúvida entre os consumidores.

Apesar de as American Lagers terem sua origem a partir das Pilseners originais, como as German Pilsner e Bohemiam Pilsner, elas são estilos diferentes, porém rotulados como iguais pelas cervejarias.

Impressões sensoriais

O que se esperar ao provar uma cerveja American Lager? Vamos listar aqui os principais pontos dessa cerveja:

1. Visualmente: é uma cerveja clara, amarelo pálido; muito límpida e translucida; possuí espuma branca que não persiste muito no copo;

2. Aroma: baixo ou nenhum aroma de malte, pode ter algo que remete ao doce do milho. Aroma de lúpulo muito leve ou ausente. Aromas de fermentação não é desejável. Um pouco de DMS é aceitável.

3. Sabor: possuí sabor neutro, podendo ter um leve dulçor. Sabor de lúpulo baixo, podendo remeter a picante e herbal. Sabores maltado e amargor equilibrados.

4. Sensação na boca: corpo baixo a médio-baixo. Muito carbonatada. Cerveja seca e atenuada.

Parâmetros do estilo

OG: 1040-1050
FG: 1004-1010
SRM: 2-4
IBU: 8-18
ABV: 4,2-5,3%

Tradição americana em se fazer cerveja

A história começa em meados de 1800 quando imigrantes alemães introduziram nos Estados Unidos as cervejas Lagers inspiradas nas Pilseners tradicionais da Alemanha.

A partir de então os americanos foram bem servidos de cerveja, até que no ano de 1920 se estabeleceu no país a Lei Seca, que durou 13 anos.

Nesse período era proibida a comercialização e produção de bebidas alcoólicas nos EUA, então toda a cultura cervejeira antes criada ficou estagnada; todas as cervejarias faliram; as pessoas se esqueceram do sabor das cervejas.

Imaginem 13 anos sem cerveja. Até que no ano de 1933 a Lei Seca foi revogada nos EUA e a cultura cervejeira renasceu no país. Com isso, as primeiras poucas cervejarias que voltaram a ativa se inspiraram novamente naquele estilo de cerveja alemã clara, mas adaptando o estilo ao gosto popular visando domínio do mercado.

Com isso, surge o estilo American Lager, desenvolvido para ter o menor nível de rejeição possível, moldado a partir do gosto da maior parte da população. A prioridade era que a cerveja agradasse aos mais diversos paladares, e isso realmente aconteceu e ainda acontece.

Com o passar dos anos, a escola americana popularizou esse estilo de cerveja que passou a dominar o mercado já que era uma opção de grande aceitação dos consumidores, fácil de ser encontrada (muito acessível) e barata.

Inclusive, esse estilo ainda hoje é bem aceito por grande parte das pessoas, já que elas costumam ser as mais acessíveis, pois o custo de produção é baixo.

A chegada do estilo American Lager no Brasil caiu muito bem com o nosso clima tropical e até hoje faz bastante sucesso. Isso porque, essas cervejas são menos alcoólicas, com o sabor de lúpulo baixo e bastante refrescantes, ao contrário das tradicionais cervejas europeias.

American Lagers mais famosas

As cervejas do estilo mais encontradas no Brasil são: Skol, Brahma, Antártica, Original, Bohemia, Budweiser e Miller.

Vale lembrar que elas variam entre American Light Lager e American Standard Lager.

Legislação brasileira sobre a cerveja

O entendimento sobre a legislação de qualquer coisa envolve uma leitura chata, e para a definição legal da nossa cerveja não é diferente.

Mas, para que se saber isso? Bom, como o estilo American Lager é um estilo de produção em massa, as grandes indústrias exploram ao máximo as possibilidades da legislação para reduzirem os custos da produção da bebida, conseguirem vender mais barato o produto e, com isso, ganhar dinheiro.

Mas sabemos que como resultados de tudo isso temos cervejas de qualidade duvidosa, amada por uns e odiada por outros.

A legislação brasileira permite a substituição do malte de cevada por adjuntos cervejeiros em até 45%.

Adjuntos cervejeiros são os tais cereais não maltados, que podem ser: cevada, arroz, trigo, centeio, milho, aveia e o sorgo. Sim, o processo de malteamento custa caro, por isso substituir o malte de cevada por cereais não maltados seria uma boa ideia para se economizar.

E para cervejas claras, pode haver ainda a substituição do malte de cevada em até 15% por açúcares. Açúcares são: sacarose (açúcar refinado ou cristal), açúcar invertido, glicose, frutose ou maltose.

Então, em uma receita que seria para 10kg de malte Pilsen, por exemplo, você pode economizar 1,5kg em malte adicionando açúcar de mesa, mais barato ainda.

Então, como não temos uma Reinheitsgebot* em nosso país, as indústrias comumente fazem uso da substituição do malte por outros insumos, principalmente no estilo American Lager. Com isso, a cerveja perde muito em sabor e qualidade, se transformando nas tradicionais “cervejas de milho”.

Vale lembrar que isso não acontece só no Brasil.

* Reinheitsgebot – lei da pureza alemã de 1516 que garante que a cerveja seja puro malte (produzida somente com malte, lúpulo e água).

Dica de produção: fique atento!

Um dos grandes desafios de se produzir o estilo American Lager é fazer com que a cerveja fique o mais “limpa” possível.

Esse estilo é muito sensível a off-flavors, porque, como é uma cerveja sem muito sabor e aromas, qualquer defeito de produção será facilmente perceptível para quem bebe, diferente de cervejas mais complexas que podem mascarar esses defeitos.

Podemos citar o Diacetil (aquele que lembra cheiro de manteiga) como o maior vilão deste estilo. O que acontece é que, como a temperatura de fermentação é mais baixa, as leveduras têm dificuldade de “consumir” esse composto, logo ele estará presente estragando nossa cerveja.

Uma dica para quem produz é realizar o diacetyl rest, que consiste na elevação da temperatura em aproximadamente 3ºC, no final da fermentação, por 2 dias, para forçar as leveduras preguiçosas a consumir o Diacetil.

Espero que o conteúdo tenha ajudado a entender mais sobre as cervejas Lagers e convido você a ler o nosso conteúdo sobre cervejas puro malte, que tal?

 

aprender a fazer cerveja em casaPowered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

2 Comentários

    Fale o que você pensa

    O seu endereço de e-mail não será publicado.