Humor Universo da Cerveja

10 maiores controvérsias sobre cervejas

Escrito por Carlos Lara
SEGUIR NO INSTAGRAMPowered by Rock Convert

Listamos as 10 maiores dúvidas e questionamentos acerca do mundo cervejeiro. As respostas são as mais desconexas e inconclusivas possíveis. Divirta-se, e, por favor, não nos leve a sério — e não se esqueça de comentar.

1. Pilsens de massa são pilsen?

Muitos questionam se cervejas com grande quantidade de cereais de pior qualidade (para a cerveja, diga-se de passagem) como milho e arroz podem ser considerada pilsen.

Ora, tem lúpulo? Tem malte de cevada? Então, é pilsen!

Igual às pilsens checas e tudo mais, que nem a Proibida. Que nem até mesmo aquelas tais checas da Proibida, que tinha uma que era inglesa. Então, tudo bem legítimo e justo, não há como questionar.

Pilsen é pilsen, a regra é clara.

2. Cerveja de qualidade dá menos ressaca?

Dados do Instituto de Análises Bioquímicas da Universidade Federal do Lúpulo dão conta de que a cada 10 pessoas que bebem mais de 5 La Trappe Quadrupel 750ml por noite, 11 tem uma ressaca horrorosa no dia seguinte, e juram que nunca mais beberão na vida.

Como eles voltam a beber no mesmo dia, é possível provar que a ressaca de fato foi tão forte?

Dados conclusivos apontam que muitas pessoas que bebem pouco não tem nenhuma ressaca no dia seguinte, e que as pessoas que não bebem cervejas comerciais de qualidade inferior e ficam só na água não sentem ressaca no dia seguinte.

3. Existe a escola Americana?

Todos sabemos que existem as tradicionais escolas cervejeiras, são elas a belga, alemã e inglesa. Muito se questiona se há a tal chamada Escola Americana de Cervejas. Se há, de fato, é um verdadeiro perigo para a sociedade mundial.

Primeiro, o bullying hoje assola o mundo, e essa palavrinha não veio do rico idioma alemão, tampouco do flamenco. Há quem diga que bullying possa ser até divertido e saudável. Ok! Mas tem mais. A quantidade de massacres realizados nas escolas americanas tornariam um risco aos bebedores.

Imagina um cidadão que resolva realizar uma chacina com bebedores de Brooklyn Lager?

Mas, por outro lado, com certeza os estilos de cervejas estariam toda hora no Jornal Nacional. William Bonner: “Boa noite. Tragédia em Botafogo. Cinco mortes chocaram o bairro de Botafogo. Um bebedor de Anderson Valley Boont, outro de Flying Dog Gonzo e mais três que dividiam uma Brooklyn Local 1 foram brutalmente assassinados em bar da região”.

Cultura cervejeira no JN!

4. A água boa faz a cerveja ser boa?

Como mais de 90% da cerveja é composta de água, a coisa mais importante na cerveja é a água.

O lúpulo não representa quase nada, assim como o sabor dos maltes especiais. Por isso, a imensa maiorias das cervejas do mercado nada mais são do que água com leve sabor de cerveja e baixo teor alcoólico.

Como todas as cervejas pegam água do maravilhoso Aquífero Guarani, o sabor delas é incomparável, muito parecido e de alto gabarito.

5. Cerveja escura é mais amarga?

A utilização de caramelo para deixar as cervejas comerciais escuras fazem a cerveja ficar amarga?

Não. Mas deixam a amarga sensação na pessoa de estar bebendo algo muito doce e ruim, gerando uma afterfeelling amargo. Por outro lado, alguns desavisados cervejeiro caseiros teimam em enfiar lúpulo até dizer chega em qualquer tipo de cerveja, inclusive escura, gerando anomalias.

Assim, o Instituto Cervejeiro da Universidade Federal de Lúpulo conclui que pouco se pode concluir sobre este assunto com precisão.

6. Beba menos, beba melhor?

Há muitos e muitos anos, artistas como Zeca Pagodinho pregam o lema: “Evite ressaca, mantenha-se bêbado”. Ao mesmo tempo, algumas microcervejarias pregam o lema “Beba menos, beba melhor”.

Porém, segundo dados do Ibope, 50% dos botafoguenses (os únicos entrevistados pela empresa nas suas pesquisas) acreditam que o melhor é beber mais e melhor. O outro botafoguense encontrado não bebia, pois era evangélico.

A pesquisa foi realizada entre os dias 23 e 28 de fevereiro de 2012, em 1 cidade do Brasil, e contou com dois participantes.

7. Cerveja engorda?

Já dizia a canção que tudo que é bom é “ilegal, imoral ou engorda”. Como cerveja, hoje em dia, não é nem ilegal nem imoral, ela deve engordar.

O interessante é que cervejas feitas à base de chocolate não engordam, pois são ilegais, pois o leite tem origem animal, que não é permitido para esta bebida pela lei.

A letra da música é bem clara: ou é ilegal ou engorda. Assim, beber cervejas que levam chocolate é uma boa opção para quem quer emagrecer, no Brasil, justamente por serem ilegais. Já na Europa, essas mesmas cervejas engordam bastante, uma vez que esta priobição não existe.

8. Cerveja caseira é melhor que cerveja comercial?

Como tudo feito em casa é melhor, as cervejas caseiras são claramente superiores. Prova disto é que diversas indústrias estão convocando caseiros para a sua produção.

O grande problema, porém, está sendo o aumento de furtos e falta de cuidado às casas de campo e de praia dos cidadãos brasileiros. Com os caseiros valorizados na indústria cervejeira, as casas ficam abandonadas, levando os donos ao desespero.

Relatos de quem foi passar o fim de semana na praia e teve de passar a tarde inteira limpando a piscina e cortando grama assolam o país.

9. Guinness é uma boa cerveja?

Há quem queira colocar ela na conta das cervejas artesanais, mas não faltam desafetos desta stout irlandesa. Muito forte para alguns, aguada para outros. Afinal, qual é dessa cerveja?

Certamente esta cerveja vai para o Guinness Book de rótulo de cerveja mais controverso, pelo menos em terras brasileiras.

E aí está problema: não seria acusada de jabá se a cerveja Guinness entrasse no Guinness Book? Prováveis suspeitas de nepotismo e coisas do gênero manchariam a tradicional produtora de cervejas do tipo stout, um símbolo da Irlanda.

Logo, melhor abafar o caso.

10. Cerveja deve ser bebida estupidamente gelada?

O Brasil é famoso por seu calor. Praias, carnaval, samba, tudo regado a muita cerveja gelada. Leves e pouco amargas, bem geladas ela descem que nem água. E como já vimos, elas são praticamente água.

Mas então, por que não beber logo água gelada? Por que a cerveja é mais gostosa.

Mas se é mais gostosa, por que beber numa temperatura em que não se sente o sabor? Cai-se num dilema digno da Tostines: é melhor gelada por que é sem gosto ou é sem gosto por que se bebe muito gelada?

E por falar nisso, até que um biscoito cream cracker deve fazer uma boa harmonização por semelhança com cervejas comerciais: ausência de sabor. Mas nem tudo está perdido, e essa máxima pode ser desmentida quando o sabor deve ser apreciado.

Respostas verdadeiras

Depois de toda esta perda de tempo você deve estar pensando na resposta para estas perguntas. Então, vamos brevemente dar a nossa visão sobre estes fatos.

1. Não, são American Light Lagers, mas se o MAPA as considera pilsen.

2. Sim, pelo menos para nós, mas a quantidade sempre será o maior vilão.

3. Ainda não, mas está quase lá!

4. Não, qualquer água pode ser tratada e usada com a mesma qualidade.

5. O malte torrado gera leve amargor, mas a principal fonte de amargor é o lúpulo, que tem o uso e atuação de forma independente da coloração.

6. Claro! Saúde e sabor, sempre. Mesmo com alguns deslizes vez ou outra.

7. Em excesso, sim, como qualquer alimento rico em carboidrato.

8. Cada caso é um caso, ambas podem ser boas e ruins.

9-. Não é a melhor das stouts, nem deve estar numa categoria de uma light lager padrão.

10. Não. Mascara sabores e aromas.

Esperamos que você tenha se divertido, essa foi a nossa real intenção.

Um abraço!

aprender a fazer cerveja em casaPowered by Rock Convert

Sobre o Autor

Carlos Lara

Marketeiro e cervejeiro de buteco. Criei a minha paixão pela cerveja há um tempo, principalmente vendo jogos de futebol e tomando uma boa cerveja com o meu pai, e hoje escrevo conteúdos sobre diversos assuntos nas horas vagas.

16 Comentários

  • Boa a seleção de controvérsias.

    A sobre “cerveja boa que não dá ressaca” é uma das minhas preferidas, e que eu considero mais furada. O que dá ressaca é álcool. Um outro outro componente nocivo a mais (que supostamente uma boa cerveja não teria) é só a cereja do bolo no dia seguinte.

    E esse lance de beba menos, beba melhor, bom… eu apoio o lema, tento praticar, mas todo mundo que bebe sabe como é, né. E tem muito defensor do lema por aí que eu fico vendo entornando o barril no Twitter toda vez. Vira um “faça o que eu digo, não o que eu faço.” Mas em todo caso, é um bom objetivo a se perseguir. 😉

  • Com aquela cara, o William Bonner devia ter acabado de tomar uma breja comercial de milho, que post divertido, Bernando você é um talento nato da “Beer Stand Up Comedy”.
    Abração!

  • Me perguntaram se eu conseguiria produzir uma cerveja tipo bohemia. Respondi que ainda não consegui produzir uma cerveja tão ruim, mas teve uma que deu meio errado, ficou ralinha, mas ainda melhor que aquilo, ofereci como prova, fizeram cara feia. Há poucos dias me perguntaram se eu podia fazer uma leva parecida com a Heineken, tá respeito por ser malte, mas aí prefiro a bavaria premium que é melhor e mais barata, esses dias achei a premium no mercado mais barato que a m… da clássica, vai entender. Respondi que vou tentar usar bastante água. De outra vez disseram que gostam de cerveja bem fraquinha. Respondi que valia a pena comprar uma das minhas e cinco litros d’água… E juro que não fui sarcástico, fui sincero.

Comentar