Tipos e estilos de hidromel: conheça +20 variações

O hidromel pode ser considerado como a mãe das bebidas alcoólicas, pois de acordo com relatos históricos, é a primeira bebida alcoólica feita (e registrada) pela civilização.

A principal versão, nos conta que o mel foi diluído pela chuva e exposto a fermentação ambiente, que veio pelo ar, o que resultou na produção de álcool através da fermentação. Relato contato através de registros de civilizações chinesas.

Já os antigos gregos, celtas e regiões da atual Europa Oriental possuem diferentes versões da história, e o mais importante, diferentes maneiras de se produzir o hidromel. 

E graças ao movimento de busca e renascimento do hidromel em todo o mundo, produtores locais e regionais estão produzindo grandes quantidades e também revivendo e criando novos estilos. 

Dividiremos nosso texto entre tipos (tradicional, seco, semi-doce e doce) e seus estilos, lembrando que o estilo se enquadra dentro do tipo do hidromel.

Tipos de hidromel

Assim como as cervejas que são divididas entre famílias (tipos) e estilos, temos uma segmentação parecida com o hidromel, pois isso vai do seu modo de preparação e também a adição de mel durante ou após sua fermentação.

Hidromel tradicional

Os hidroméis tradicionais apresentam o que conhecemos como a base, o mel, água e fermento, e como não há ingredientes aromatizantes adicionais, um hidromel tradicional mostra os sabores da combinação particular de mel e fermento usada para produzi-lo. Isso pode criar hidroméis maravilhosos quando diferentes tipos de mel são utilizados.

Por exemplo, um mel tradicional de flor de laranjeira terá um sabor bem diferente do que um mel tradicional de flor de mirtilo, pois as abelhas que o produzem se alimentaram de diferentes néctares. 

Hidromel frutado (melomel)

Se um hidromel contém frutas além do mel e à base de água, o termo técnico para esse hidromel é melomel. O melomel pode ser feito com uma variedade de frutas, incluindo frutas vermelhas, pêssegos, abacaxi, damascos e muitos mais. Graças ao conteúdo de frutas, eles tendem a ser ricos em sabor.

No entanto, sem sabores adicionais de frutas ou similares, os tradicionais não deixam espaço para esconder falhas. Um fabricante de hidromel tradicional deve possuir grande habilidade, pois a fermentação pobre ou inadequada pode arruinar um hidromel tradicional excelente. Há pouco espaço para erros!

Dois bons exemplos da sua receita tradicional são os estilos metheglin e melomel.

Hidromel seco

Semelhante em equilíbrio, corpo, acabamento e intensidade de sabor a um vinho branco seco, com uma mistura agradável de caráter sutil de mel e ésteres frutados suaves.

A presença do dulçor do mel é baixa, sendo uma boa pedida para quem não gosta muito desse tipo de bebida (adocicada) e harmoniza bem com queijos brancos e frutos do mar.

Complexidade, harmonia e equilíbrio dos elementos sensoriais são os mais desejáveis, sem inconsistências na cor, aroma, sabor ou gosto residual. O equilíbrio adequado entre doçura, acidez, álcool e a característica do mel é a medida final essencial de qualquer hidromel.

Hidromel suave

Semelhante em equilíbrio, corpo, acabamento e intensidade de sabor a um vinho branco (ou meio-seco), com uma mistura agradável de mel, leve doçura, ésteres frutados suaves e teor alcoólico perceptível.

Em sua versão suave, o hidromel começa a ganhar mais corpo e dulçor, portanto é uma boa pedida para quem gosta de bebidas alcoólicas adocicadas. Mas lembre-se, o seu teor alcoólico sempre será elevado, portanto não se deixe enganar pelo doce do seu gole. 

Em sua harmonização você pode aproveitar dos queijos mais gordurosos, pois quanto mais álcool, mais limpo ficará o seu paladar para experimentar alimentos gordurosos. 

Hidromel doce

Um contraste com o tradicional, pois apresentarão um alto volume de mel em sua receita, assim como volumes alcoólicos maiores. 

Pois no processo de produção, quanto maior o volume de açúcar, maior será a conversão desse açúcar para álcool e gás, pois na ausência de oxigênio as leveduras se alimentarão do açúcar para a produção de álcool e CO2. 

Serão parecidos como um vinho de sobremesa, aqueles que são doses e mais densos, como por exemplo o vinho do porto. 

Estilos de hidromel

Uma das muitas razões pelas quais o hidromel é uma bebida tão interessante é sua versatilidade. Como mostramos anteriormente, eles podem ser doces ou secos, escuros ou claros, conter apenas mel ou incluir vários ingredientes adicionais diferentes. 

Podem também ter baixo teor ou alto teor alcoólico, além de bem carbonatados ou não. Os produtores de hidromel vêm experimentando receitas de hidromel há milênios, com muitos resultados saborosos e alguns surpreendentes.

Devido aos ingredientes que podem ser utilizados em sua produção, existem muitos termos para classificá-los. Enquanto a cerveja é classificada principalmente família e estilo, e o vinho por tipo de uva e denominação (ou seja, onde as uvas são cultivadas), o hidromel é classificado principalmente pelos ingredientes que contém, a quantidade de álcool e o nível de açúcar residual. 

Isso resulta em muitos jargões e estilos, mas assim que você entender, começará a fazer mais sentido e você poderá continuar sua jornada de degustação de hidromel, decidindo que tipo de hidromel você realmente gosta.

Hidromel por tipo de ingrediente (frutas, ervas, especiarias e flores)

Esse tipo de hidromel foram as primeiras variações criadas e são muito populares em diversas regiões do mundo.

MetheglinUm hidromel com adição de vegetais ou especiarias. Especiarias como canela, cravo, noz-moscada e alecrim. Já foram extremamente populares, pois foram usados ​​para fins medicinais por muitos anos. Metheglin também podem ser apreciados quentes. Estes são chamados de hidroméis quentes.
BraggotUm braggot é um hidromel mais próximo do estilo de uma cerveja. Braggots são misturados com cerveja ou fabricados com malte ou lúpulo. É um hidromel com crise de identidade.
CyzerQuando o suco de maçã é adicionado à fermentação, são criados cysers. Um cyser não deve ser confundido com uma cidra, que depende do suco de maçã para produzir o álcool. Em um cyser, o mel ainda fornece a maior parte do açúcar fermentável para ser transformado em álcool. Cysers adicionaram complexidade a muitas sidras para sabores únicos. Quem não gosta de maçãs e mel?
CapsicumelPara os amantes do pimentão, este hidromel é aromatizado com pimenta malagueta. Nem sempre resulta em um hidromel picante, mas pode emprestar equilíbrio à doçura do mel.
RodomelUm hidromel feito com pétalas de rosa ou quadris.
CapsicumelPara os amantes do pimentão, este hidromel é aromatizado com pimenta malagueta. Nem sempre resulta em um hidromel picante, mas pode emprestar equilíbrio à doçura do mel.
BochetHidroméis feitos com mel previamente aquecido ou torrado para adicionar sabores caramelizados.
BochetomelHidromel com mel torrado e frutas.
AcerglynUm doce hidromel feito com xarope de bordo (maple)
Black MeadUm melomel feito com groselhas pretas.
MoratHidromel Melomel feito de amoras.
Coffee MeadUm hidromel fabricado com grãos de café comum ou expresso
Show MeadsOutro termo para hidromel tradicional que não contém ingredientes adicionados além de mel, água e fermento. Esses tipos são projetados para mostrar as habilidades do fabricante de hidromel e são comumente produzidos para competições.
PymentUm hidromel feito com uvas. Os pigmentos não devem ser confundidos com vinho de uva. Os pigmentos ainda dependem do mel como o principal açúcar fermentável para criar a maior parte do álcool do hidromel.
HippocrasPyments que contém especiarias e vegetais adicionados
OximelHidroméis feitos com vinagre de vinho, geralmente um tradicional.

Hidromel por tempo de preparação

Tipos pouco e às vezes muito complexos de hidroméis.

Quick mead / Short meadÉ um hidromel que fermenta rapidamente e não precisa de muito tempo para envelhecer. Isso é ótimo quando o tempo é essencial.
Long meadEstes hidroméis requerem algum tempo de envelhecimento para atingir todo o seu potencial, como uma cerveja de guarda.

Por teor alcoólico

Hidroméis podem ser posteriormente categorizados pela quantidade de álcool contida no fim de sua produção.

HydromelSão os hidroméis mais leves e contêm a menor quantidade de álcool, geralmente entre 3,5% a 7,5%. Esses hidroméis vão beber como uma cerveja light e são fáceis de beber. Também podem ser carbonatados e vendidos em lata e por hora chamados de session mead. 
Uma nota rápida: enquanto em inglês hydromel se refere a um tipo de hidromel, no resto do mundo isso significa a própria bebida.
Sack meadContém a maior quantidade de álcool (+14%) e requer a maior quantidade de mel para produzir. Esses hidroméis têm muito sabor e podem ser semelhantes a sobremesas encorpadas ou até vinhos tintos. Por causa do alto teor de álcool e açúcar residual, esses hidroméis são mais adequados para envelhecer e podem levar algum tempo para serem feitos. Muitos vão melhorar depois de vários meses e, em alguns casos, anos!

Outros tipos de hidroméis

Variações que não se enquadram bem dentro dos agrupamentos acima e que não são tão comuns de se encontrar quanto os outros estilos.

Sparkling MeadsHidromel padrão carbonatado por carbonatação forçada (usando dióxido de carbono) ou via condicionamento de garrafa (geralmente um processo semelhante ao usado para fazer cerveja e champanhe, onde uma pequena quantidade de mel é adicionada ao hidromel enquanto engarrafado). O fermento restante converte o açúcar em dióxido de carbono, o gás responsável pelas bebidas com gás!
Oaked Meadsenvelhecidos ou de outra forma expostos ao carvalho, que podem adicionar uma variedade de sabores e taninos. O carvalho é normalmente adicionado durante a fermentação secundária ou usado para envelhecer hidroméis acabados.
Regional meadProvenientes de uma região geográfica específica podem ter certas características e nomes. Por exemplo, o hidromel polonês tem uma história diferente e vem em vários níveis de álcool e doçura. Já o tej é tradicional da Etiópia e da Eritreia, feito com as folhas do arbusto gesho (rhamnus).

Como muitas vinícolas e cervejarias, as hidromelarias (meadmaker do inglês) se especializam em certos estilos de hidromel, desenvolvem uma especialidade e dedicam grande parte de seu tempo para adquirir conhecimento, aperfeiçoar sua receita e compartilhar com o mundo.

(Seja em forma de vídeo, conteúdo ou comercialização do produto).

Por isso tome seu tempo, entenda mais sobre cada uma das possibilidades e procure conhecer os estilos de perto para tirar suas próprias conclusões e aproveitar ao máximo a experiência de degustar seu hidromel, ok?

Curso como fazer hidromel
👇 Gostou do conteúdo? Compartilhe o conhecimento!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.