Roteiro de bares em São Paulo

SEGUIR NO INSTAGRAMPowered by Rock Convert

por: Bernardo Couto

 

Se no interior de São Paulo estão algumas das principais cervejarias artesanais brasileiras, como Colorado e Bamberg, a capital é recheada de bares com as mais variadas opções. Esta semana estou visitando a cidade e vou postar um pouco do roteiro de cervejas na cidade.

Garrafas expostas no Cerveja Gourmet

A primeira parada foi no sábado no Cerveja Gourmet, que começou como loja virtual e agora tem um bar localizado no bairro da Lapa. Com centenas de cervejas expostas e um grande balcão no centro do bar, traz um cardápio muito vasto de cervejas e algumas opções de chope, como Dama IPA e Guinness. A degustação  da tarde foi com o Marcelo Ponci e o Guilherme Balbin, do Cerveja Gourmet,que nos receberam com uma rótulos de altíssimo nível. Ainda tivemos a companhia do Edu Passareli, que levou uma fantástica Biertrupe Vintage da primeira leva. O destaque foi a potente Imperial Stout Black Albert, que não está a venda no bar. A coxinha de lá é quase um almoço, é uma boa pedida.

A potente stout Black Albert

Depois dali fomos para o Empório Sagarana, um aconchegante bar com cara de armazém antigo. Nas prateleiras tem cachaças, cervejas e doces em compota. Ele só trabalha com garrafas, também com enorme variedade. A dica é pedir o submarino da Backer 3 Lobos Rio Bravo, a imperial stout, com um copinho de cachaça dentro. Mas vá com cuidado. A brincadeira é potente, mas bem interessante. Os sanduíches são excelentes e muito bem temperados. O de rúcula com panceta é delicioso.

Submarino de cachaça na 3 Lobos Rio Bravo

Domingo foi a vez de desembarcar no Empório Alto dos Pinheiros. O paraíso dos amantes de cervejas, pois o local conta com enorme oferta de cervejas quentes, geladas e diversas opções de chope. O local terá, em breve, capacidade para 28 torneiras. Fomos recebidos pelo Paulo Almeida, dono do local, e a degustação durou a tarde toda. Logo de cara fizemos uma curiosa degustação comparativa: a Budweiser Original e Czechvar, em tese a mesma cerveja com nomes diferentes para atender a diferentes mercados. A Bud se apresentou um pouco mais maltada e com o lúpulo menos perceptível tanto no aroma quanto no amargor.

Jogo dos sete erros

Bebemos as deliciosas novidades da BrewDog Lost Dog e Dogma. Esta última supreendeu, pois tem aparência de uma imperial stout, mas tem um sabor bem complexo, com sabor de melado e madeira. A grande estrela da noite foi o brownie feito com a cerveja Cirillo harmonizado com o Rogue Double Chocolate Stout. O aroma da cerveja parece uma barra de chocolate ao leite. Simplesmente fantástico.

Chocolate com cerveja: combinação excelente

 

confira a parte 2 da viagem

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

7 Comentários

    Só faltou deixar os endereços dos locais. Vou pra Sampa pela primeira vez semana que vem e adoraria conhecer algum desse lugares supracitados. Abraços!!

    Rauf, alguns estão na nossa sessão de bares, com mais detalhes e serviços. Mas no Google é fácil encontrar mais informações sobre eles.

    Abs

    O EAP é o melhor de SP na minha opinião. Vocês tem que ir na Cervejaria Nacional, excelente também. Vou ver aqui quando vai inaugurar de fato o The Ale House e digo pra vocês

      Realmente, A Nacional é parada obrigatória.

    Dama IPA na pressão? Preciso voltar ao Cerveja Gourmet.

    O Sagarana é um dos lugares mais diferentes, tem uns sanduíches maravilhosos tb! Bom roteiro Bernardo!

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.