Roteiros

Roteiro cervejeiro: 4 dicas para montar o seu e beber demais!

Roteiro cervejeiro
Escrito por Carlos Lara
SEGUIR NO INSTAGRAMPowered by Rock Convert

Quem aprecia cervejas de qualidade gosta de experimentar variedades do mundo inteiro, certo? É por isso que, neste post, você aprenderá a montar um roteiro cervejeiro incrível! Vamos lá?

O mercado de cervejas artesanais está em alta há bastante tempo. Não é por acaso que diversas cervejarias surgem a cada ano no Brasil e no mundo, revolucionando em qualidade e agradando a um público exigente.

Outra consequência dessa ascensão foi a criação de roteiros de viagem focados na degustação dessas bebidas.

De visitas a bares até tours guiados em fábricas de cervejas, as rotas correspondem a um tipo de viagem que todo amante dessa bebida deveria experimentar ao menos uma vez na vida!

A seguir, reunimos as principais dicas para ajudar você a montar um roteiro cervejeiro. Vamos lá?

1. Acompanhe blogs especializados

Montar um roteiro cervejeiro requer o mesmo planejamento que uma viagem tradicional. Antes de se aventurar, é preciso reunir o máximo de informações, pesquisar bastante e levar em conta as opiniões de que já tem experiência no assunto.

Por isso, não deixe de acompanhar blogs especializados no assunto viagem e também cerveja, que estão em constante atualização sobre as melhores rotas, marcas e novidades.

2. Mapeie as cidades referências para montar um roteiro cervejeiro

Blumenau

Localizada em Santa Catarina, Blumenau é uma cidade de colonização alemã e tradição cervejeira.

Por lá, podemos encontrar uma das maiores cervejarias no mercado nacional: a poderosa Eisenbahn. Uma dica é conhecer a Estação Eisenbahn e degustar cervejas premiadas harmonizadas com pratos típicos alemães.

Fábrica Eisenbahn

Fábrica da Eisenbahn

A Cervejaria Bierland, inaugurada em 2003, também merece destaque por ser uma das mais tradicionais da região. Além do tour pela fábrica, é possível degustar as bebidas no bar anexo, com decoração temática inspirada nas cervejarias europeias.

Cervejaria Bierland

Cervejaria da Bierland

São Paulo

A cidade de São Paulo é o centro financeiro do Brasil e abriga uma variedade indiscutível de bares e restaurantes para todos os gostos.

Primeiro brewpub da cidade, a Cervejaria Nacional oferece opções de bebidas importadas e próprias, fabricadas com inspiração no folclore brasileiro — como Kurupira (Pale Ale), Yiara (Pilsen) e Mula (India Pale Ale). Lá, é possível ver todos os tanques da cervejaria e, com um pouco de sorte, acompanhar a produção.

Cervejaria Nacional

Cervejaria Nacional

Já o Empório Alto dos Pinheiros é, atualmente, o ponto mais badalado da cidade quando o assunto é cervejas, sendo palco de eventos cervejeiros e oferecendo uma carta extensa de bebidas. O local cresceu tanto que agora conta com 28 torneiras de chope das melhores cervejarias do mundo!

Empório Alto dos Pinheiros

Empório Alto dos Pinheiros

Ribeirão Preto

Localizada no interior de São Paulo, Ribeirão Preto é uma cidade de tradição cervejeira. Por isso, montar uma rota turística especial para os amantes do malte e do lúpulo não é uma missão nada difícil.

Por lá, a Cervejaria Colorado é a pioneira, produzindo bebidas de qualidade e com ingredientes inusitados, como mel, rapadura e mandioca. Atualmente, ela visa a produção em larga escala e iniciou sua exportação para os Estados Unidos.

Cervejas da Colorado na Toca do Urso

Há também a Cervejaria Invicta, caçula, mas com um grande portfólio, que inclui cervejas Pilsner, IBA e Imperial Stout, entre outras. Ela também produz bebidas sob demanda, como a cerveja da banda Velhas Virgens, sucesso de vendas.

Em seu bar, é possível ver toda a produção e provar chopes fresquinhos.

Cervejaria Invicta Ribeirão Preto

Brewshop da Cervejaria Invicta localizado Ribeirão Preto

Belo Horizonte

Conhecida como a capital nacional dos bares, Belo Horizonte não poderia ficar de fora quando o assunto é cidades que são referências em cerveja.

Na década de 90, foi inaugurada a primeira microcervejaria do estado, a Krug Bier, que funcionava inicialmente como brewpub. Hoje, ela conta também com a maior fábrica em volume de produção de Minas Gerais, com seu bar próprio na Rua Major Lopes, setor boêmio da cidade.

Bar Krug Bier

Outra grande cervejaria de Belo Horizonte que tem o seu próprio bar é a Backer, na Zona Sul da cidade. Seu pub harmoniza as bebidas com um cardápio criativo inspirado na gastronomia mineira e você também precisa conhecer o Templo Cervejeiro Backer, localizada no bairro Olhos D’Água.

Templo cervejeiro Backer

Templo Cervejeiro da Backer em Belo Horizonte

Um terceiro ponto que é parada obrigatória se chama Ateliê Wäls, localizado pertinho ao Templo da Wäls e sinônimo de beleza e qualidade, por lá você conhece mais sobre as origens da cervejaria, experimenta cervejas, come e compra brindes.

Ateliê Wals

Ateliê Wals — conhecido por sua arquitetura

Terminando o tour, fora de Belo Horizonte mas nos arredores, conheça a Koala San Brew, que por muitos cervejeiros é tida como a melhor marca de cervejas artesanais de Minas Gerais — um título para poucos.

Koala San Brew

KSB — onde se encontram as melhores cervejas de Nova Lima

3. Economize viajando com milhas aéreas

Montar uma rota cervejeira com vários destinos não precisa ser algo que pesará em seu bolso. Viajando com milhagens, é possível economizar bastante e utilizar a quantia poupada para aproveitar ainda mais o seu tour. Mas como isso é possível?

Se você não participa de nenhum programa de fidelidade em companhias aéreas, não é preciso se preocupar. Existem empresas que oferecem passagens com desconto emitidas pelas milhas de quem deseja vender.

4. Não fique preso a apenas um destino

É verdade que devemos aproveitar o que o nosso país tem a oferecer de melhor — afinal, o Brasil é um destino extremamente rico quando o assunto é turismo cervejeiro. No entanto, para aproveitar ao máximo essa experiência, é indicado não ficar preso apenas a ele.

Veja, abaixo, alguns dos principais polos cervejeiros pelo mundo que merecem um espacinho no seu roteiro:

Ilhas Britânicas

As Ilhas Britânicas são famosas por serem tradicionais escolas cervejeiras. Foi lá que surgiram as Ales, cervejas de alta fermentação e que tem entre os seus principais estilos as India Pale Ales (IPA) e as Stouts.

Entre as cervejarias mais tradicionais das Ilhas Britânicas estão as inglesas Fuller’s e Shepheard’s Neame, a irlandesa Guinness e a escocesa Brewdog.

Alemanha

Impossível falar de roteiros cervejeiros e não mencionar a Alemanha, certo?

Além de serem um dos maiores produtores e consumidores da bebida, os alemães também estão entre os que mais a apreciam — não é por acaso que o país é palco da Oktoberfest.

Entre as suas principais cervejarias alemãs estão a Augustiner, Hacker, Hofbräu, Pschorr, Paulaner e Spaten.

Bélgica

A Bélgica é um dos polos cervejeiros mais inovadores, apostando em uma grande variedade de sabores, receitas e técnicas nas etapas de produção da bebida. Os principais estilos belgas incluem as trapistas, produzidas pelos monges nos monastérios, Witbiers, Lambics e Saisons.

Vale lembrar, inclusive, que muitas das cervejarias do país estão entre as melhores do mundo.

Agora que você já sabe como montar um roteiro cervejeiro de primeira, não tem mais desculpa, não é mesmo? Coloque em prática as dicas que reunimos acima, mapeie a sua rota, compre as suas passagens — utilizando milhas para economizar ainda mais! — e vivencie momentos que todo amante de boas cervejas merece experimentar.

E então, anotou as nossas dicas? Para animar os seus amigos a participarem de uma rota cervejeira com você, não deixe de compartilhar agora mesmo este post em suas redes sociais!

Seja um correspondente Homini LúpuloPowered by Rock Convert

Sobre o Autor

Carlos Lara

Marketeiro e Sommelier de Cerveja. Criei a minha paixão pela cerveja há um tempo, principalmente vendo jogos de futebol e hoje escrevo conteúdos sobre diversos assuntos nas horas vagas.

Comentar