Heineken 0.0

Heineken 0.0: A cerveja sem álcool da holandesa Heineken

Como foi visto no ano de 2020, o mercado cervejeiro se expandiu e abraçou aumentou o número de cervejas sem álcool no portfólio de várias cervejarias, mas talvez nenhuma novidade tenha sido tão relevante quanto a Heineken 0.0, a holandesa conhecida por seu rótulo verde.

Vamos falar sobre as características da cerveja, seu processo de produção e também um review, ou seja, se realmente vale a pena beber ou não.

Fique até o final e aprenda tudo sobre a Heineken 0.0!

Agora você pode?

É com essa pergunta que a Heineken 0.0 foi apresentada, mostrando que agora é possível bebê-la em qualquer situação onde normalmente bebendo uma Heineken tradicional você poderia sofrer advertências ou punições por estar bebendo, como no trânsito ou no meio do trabalho.

Bem, não podemos negar o bom humor e a boa produção do comercial, a maneira como a cerveja foi retratada me fez querer experimentá-la na mesma hora!

Mas também não é novidade para ninguém que grandes cervejarias possuem um poder de comunicação de massa e se aproveitam disso para causar o “efeito quero experimentar” em nós, como o exemplo da Skol Hops ou Brahma puro malte.

E será que a Heineken acertou na certa?

Como ela é feita

De acordo com a própria cervejaria, a Heineken 0.0 é feita a partir de ingredientes naturais e fermentada com levedura A, exclusividade da marca.

Também é ressaltado que possuem uma leve diferença da receita original, mas que seus ingredientes básicos são mantidos para manter a assinatura da cerveja, portanto ao tomá-la você certamente se lembrará daquela Heineken gelada que estamos acostumados a tomar em casa, em um churrasco ou no bar.

E isso se deve principalmente pela características de seus lúpulos, que ainda é marcante na cerveja mas equilibrada com malte e pela “remoção” do álcool, seja por meio da fervura, destilação a vacuo, fermentação interrompida ou osmose reversa.

E vale ressaltar que pela legislação brasileira, para ser mais específico o artigo 38 do Decreto n° 6.871, de Junho de 2009, é permitido que produtos com o teor alcóolico inferior a 0,5% sejam declarados 0,0%.

Portanto a Heineken possui no máximo 0,03% de teor alcoólico, mas de acordo com a legislação, pode ser considerada uma cerveja sem álcool.

A Heineken 0.0 vale a pena?

Essa é uma pergunta difícil de se responder porque leva em conta muita subjetividade a respeito da cerveja, portanto baseada na minha opinião e em uma comparação com outras cervejas sem álcool, eu diria que sim.

Apresentarei a seguir as características da cerveja e também os motivos que me levaram a recomendar a cerveja.

Aparência

Sua coloração palha e boa formação de espumas nos lembram da receita original, é uma cerveja bem apresentável no copo e possui boa formação e estabilidade de espuma. Mais bonita que uma American Light Lager que estamos acostumados a ver nos bares de todo canto do país.

Aroma

A presença do malte por aqui é “predominante”, utilizo essa palavra não por ser alto forte, intenso, mas é o mais perceptível na cerveja, como miolo de pão e grãos, mas vale ressalta que são notas leves e não são de longe o destaque da cerveja.

Sabor

Uma cerveja de corpo e alta carbonatação, ao colocá-la na boca temos uma sensação rápida, espontânea ao dar o primeiro gole, digo isso pois a sua intensidade é tanto no lúpulo quanto no malte. Apresenta leve acidez na boca e baixo amargor.

Retrogosto

Podemos notar que a cerveja é leve tanto no primeiro gole quantos nos últimos, e eu seu retrogosto podemos notar baixa intensidade de amargor e malte, que logo se dispersam e fazem com que você precise tomar mais alguns goles para sentir mais o gosto da cerveja.

E por que vale a pena (na minha opinião)?

Como mencionado anteriormente, a cerveja manteve a assinatura da Heineken como uma American Premium Lager, o que é ótimo para sua identidade como um todo. Para pessoas que estão acostumadas com uma American Light Lager como Skol, Brahma, Original e afins, a Heineken 0.0 ainda assim pode ser considerada uma cerveja mais amarga, e provavelmente nem notarão.

Das cervejas sem álcool que já experimentei, posso dizer que a Heineken foi a mais agradável, sendo uma “mistura de água, malte e lúpulos bem gasificada”, com todo respeito e carinho por ela.

E dessa vez não tive o problema de beber cervejas muito alcóolicas antes de escrever, a verdade é que bebi mais.

Recomendo que experimente e tire suas próprias conclusões. Saúde!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

2 Comentários

  1. III – quanto ao teor alcoólico, em: (Revogado pelo Decreto nº 9.902, de 2019)
    a) cerveja sem álcool, quando seu conteúdo em álcool for menor ou igual a meio por cento em volume, não sendo obrigatória a declaração no rótulo do conteúdo alcoólico; ou (Revogado pelo Decreto nº 9.902, de 2019).
    Conforme podemos observar na legislação brasileira não se refere a 0,05% (cinco centésimos de por cento), e sim a 0,5%. (meio por cento ou cinco décimos).

    1. Boa Luiz, um zero a mais acabou passando, obrigado pela atenção!

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.