Stella Artois

Stella Artois: 8 fatos não tão conhecidos sobre a cerveja

Stella Artois é um nome conhecido com uma reputação mista no mercado, assim podemos dizer. A cerveja já foi considerada uma importação de alta qualidade, mas em meio a tantas cervejas artesanais, acabou disputando com outras cervejas Pilsen Premium, e hoje busca o seu lugar de destaque em meio a tantas outras. 

Descubra o que a marca está fazendo e por que está se livrando de um apelido extremamente ofensivo. Aqui estão 11 fatos que você deve saber sobre Stella Artois.

É belga, não francesa.

Como mencionado anteriormente, Stella Artois é belga foi originalmente produzida na pequena cidade de Leuven, situada ao leste de Bruxelas.

Tudo começou há mais de 600 anos atrás ainda no período medieval, onde existe um registro da cervejaria com o nome de “Den Hoorn” no ano de 1366.

Atualmente uma das cerveja mais vendida na Bélgica, fazendo contraponto com as cervejas Ale produzidas por lá, ela também é produzida em todo o mundo, incluindo no Reino Unido e na Austrália.

É uma prima não muito distante da Budweiser

A Stella Artois pertence à Anheuser-Busch InBev, o mesmo conglomerado belgo-brasileiro que produz Budweiser, Becks, Busch e dezenas de outras cervejas nacionais, “artesanais” e importadas. 

Ela foi adquirida em meio a aquisição da InBev pela Anheuser-Busch em 2008, onde se tornaram o maior grupo produtor de cervejas com mais de 200 rótulos em seu portfólio e sendo responsáveis por cerca de 20% da produção mundial de cerveja com todas as suas marcas.

Tem quase 100 anos.

Mas não citamos que o primeiro registro dela é de 1366? Sim, é isso.

Entre 1366 e os dias de hoje, a cervejaria passou por algumas mudanças, a principal delas em 1717 quando o mestre cervejeiro Sebastian Artois comprou a Cervejaria Den Hoorn, mas a marca Stella Artois ganhou vida somente 200 anos depois, em 1926.

E durante esse tempo houveram muitas mudanças em sua identidade visual até chegarmos nos que estamos acostumados como a Stella de hoje.

Foi um presente de Natal atrasado.

Stella, que significa “estrela”, fazendo uma clara referência à estrela de Natal. Há também quem diga que a cor clara da cerveja lembrou uma estrela, e por isso a primeira palavra do nome.

A marca Stella Artois foi originalmente lançada como uma cerveja especial da época para os habitantes de Leuven. Mas como podemos perceber, ela pegou e acabou se tornando um dos principais símbolos do país. 

Pode-se perceber também que a equipe de marketing trabalha dobrado no Natal, sempre com campanhas relacionando a cerveja ao tema.

Existe um ritual para servi-la

A Stella possui um ritual muito específico e preciso de servi-la quando servida em seu copo icônico. E a palavra ritual faz muito sentido aqui, porque é algo feito em poucos lugares e se origina de uma crença.

Esse ritual inclui nove etapas, chamadas de:

  1. Purificação;
  2. O sacrifício; 
  3. A alquimia líquida; 
  4. A coroa; 
  5. A remoção; 
  6. A decapitação; 
  7. O julgamento; 
  8. A limpeza; 
  9. A doação.

Você pode conferir mais sobre o ritual no próprio site da cervejaria ou por meio de um vídeo no seu canal do Youtube.

Nem só de cerveja vive a Stella

Além de produzir sua conhecida cerveja, a Stella também fabrica uma sidra feita com três tipos de maçãs e uma spritzer, uma bebida refrescante e feita com maçã e hibisco. 

Não tente encontrar suas variações por aqui, pois de acordo com os próprios representantes da marca no Brasil, essa foi uma estratégia para outros países em que a marca está presente devido a cultura local, portanto não existem planos de replicar essa estratégia no Brasil. 

As vezes nem tão querida na Bélgica

Dependendo de para quem você pergunta, a Stella é uma cerveja elegante, amarga ou até absolutamente comum. Uma piada comum entre os belga entusiastas da cerveja é que os consumidores de todo o mundo consideram a Stella Artois uma cerveja premium, enquanto na Bélgica, a Stella Artois é considerada uma cerveja muito comum, na melhor das hipóteses.

Isso também se estende a outros estilos Pilsner produzidos na Bélgica, pois o país é referência na produção de cervejas Ale e também de fermentação selvagem, dando liberdade criativa aos cervejeiros e proporcionando resultados incríveis.

Stella Artois quer que você economize água bebendo cerveja

A cervejaria está sempre se movendo quando o assunto é economia de água potável o que não surpreende devido ao alto volume de água gasto para se produzir uma cerveja.

Duas de suas campanhas famosas, “Pour It Forward” e “Buy a Lady a drink” fizeram sucesso, onde a marca doou dinheiro por cada copo vendido para a organização Water.org, uma organização co-fundada por Matt Damon que ajuda a fornecer acesso a água potável para pessoas necessitadas. 

Outra campanha associada à organização Water.org foi feita durante a premiação do Oscar de 2018, onde cada vez que a palavra água fosse mencionada, uma família ganharia o equivalente a cinco anos de água potável, você pode conferir mais aqui

Curiosidades ditas, esperamos que você aprecie sua Stella com muito mais vontade, e se souber de algum outro fato a respeito da cerveja, compartilhe conosco nos comentários!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.