Colorado anuncia a nova Imperial IPA: Vixnu

A cervejaria de Ribeirão Preto, após votação popular nas redes sociais para escolha de rótulo e nome, apresenta a cara da sua mais nova cerveja extrema. A Colorado Vixnu (leia-se vishnu) é uma Imperial IPA com 9,5% abv. e 75 IBU. O nome é oriundo da mitologia hindu, em que Vixnu, Shiva e Brahma (?) formam a trimúrti, a trindade hindu, na qual Vixnu é o deus responsável pela manutenção do universo.

 

Esta receita é uma adaptação da anteriormente produzida Double Índica, recebendo generosas doses dos lúpulos: Galena, Cascade, Simcoe, Amarillo e Citra. Como Índica, ela recebe rapadura na fervura, o que dá uma coloração levemente mais escura e deixa a cerveja mais seca, destacando ainda mais o lúpulo. A identidade visual ficou a cargo de Randy Mosher, mais uma vez. Após acirradas disputa na votação online, decidiu-se unir as duas versões concorrentes criando-se este urso hindu.

 

Marcelo Carneiro, proprietário da Cervejaria Colorado, avisa que esta não é uma cerveja para qualquer um. “Esta cerveja é para quem gosta muito de malte, rapadura e lúpulo. Se você procura uma cerveja aguada, simples e rápida de tomar, não vai encontrá-la nesta garrafa. Por outro lado se você gosta de cervejas extremas vai gostar muito desta IPA Imperial lotada de aromas de cítricos e maracujá, de um belo corpo maltado e amargor agradável e persistente. Vixnu, extrapole com moderação”, diz.

Mais detalhes sobre a Vixnu:

 

Estilo: IPA Imperial

Nome: Colorado Vixnu (leia-se vishnu).

Na mitologia hindu, Vixnu (também Vixenu; em hindi विष्णु, transl. Vishnu, da  raiz sânscrita vishva, “tudo”), juntamente com Shiva e Brahma  formam a trimúrti,  a trindade hindu, na qual Vixnu é o deus responsável pela manutenção do universo. 

Álcool: 9,5% (ABV)

IBU 75

Cor: Acobreada, levemente avermelhada

Espuma: Cremosa e persistente, forma a conhecida “teia de aranha”

 

Ingredientes:

Água (Aquífero Guarani)

Maltes: Pilsen e Caramunich I

Rapadura

Lúpulos: Galena, Cascade, Simcoe, Amarillo e Citra.

Dry Hopping

Leveduras: Nottingham/ALE

 

Harmonização: Muito cuidado com a cerveja para que ela não se sobressaia ao prato, por isso a sugestão é harmonizar com pratos fortes, apimentados e molhos mais condimentados. Queijos do tipo Stilton (azuis e mais leves do que Gorgonzola) também são sugeridos por outras cervejarias que fazem o mesmo estilo.

 

*Segundo o BJCP (Beer Judge Certification Program)

Categoria 14C: Imperial Indian Pale Ale, uma cerveja Indian Pale Ale intensificada em teor alcoólico, corpo, e amargor

 

Aroma: Um proeminente e intenso aroma de lúpulo, que pode ser derivado de lúpulos Americanos, Inglês e / ou variedades nobres (embora um caráter cítrico esteja quase sempre presente).

Alguma doçura maltada limpa pode ser encontrada no fundo.

Um pouco de álcool geralmente pode ser observado, mas não deve ter um caráter “quente”.

 

Aparência: A cor varia do âmbar dourado ao cobre avermelhado médio; algumas versões podem ter um matiz alaranjado. Deve ser claro, embora versões dry-hopped podem ser um pouco confusas. O colarinho deve persistir.

 

Sabor: O sabor do lúpulo é forte e complexo, e pode refletir o uso de Americano, Inglês e / ou variedades de lúpulos nobres. Amargor alto para absurdamente alto, embora a espinha dorsal de malte geralmente suporte o caráter forte do lúpulo, e proporciona um melhor equilíbrio. Finalização seca para meio-seco. Um limpo sabor suave de álcool geralmente está presente.

 

Paladar: Suave, médio-leve a médio corpo. Sem adstringência alta derivada do lúpulo, embora moderada a média-alta carbonatação podem se combinar para tornar uma sensação geral seca na presença de doçura do malte. Pode se observar um aquecimento suave proveniente do álcool.

 

História: Uma inovação recente da América, refletindo a tendência de cervejeiros artesanais americanos de inovar para satisfazer a necessidade de aficcionados por lúpulos, e para produtos cada vez mais intensos. Esta categoria pode ser estendida para cobrir históricas e modernas ales norte-americanas, que são mais fortes, mais lupuladas, e sem a intensidade de malte das  barley wines. O adjetivo “Imperial” é arbitrário e implica simplesmente uma versão mais forte de uma IPA; “double”, “extra”, “extremo”, ou qualquer outra variedade de adjetivos seriam igualmente válidas.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

6 Comentários

  1. O nome da Vixnu foi escolhido pelo Marcelo. O rótulo é que teve ajuda dos internautas!

  2. ja definiram o preco? outra questao: vai vender na rede pao de acucar?

    1. Esta pergunta talvez a Bia Amorim possa te responder. Ainda não foram divulgadas estas informações.

      1. bebi domingo em um emporio em sp um exemplar dessa breja… 300ml saiu por 9 reais. achei decente, mas ha um secor do acucar q da um toque de cidra. destaque para os lupulos de amargor bem colocados. contudo, mesmo q o texto fale em dry hopping, o aroma eh quase imperceptivel… acho q a colorado ainda nao acertou a mao nessa tecnica. de forma geral, achei a vixnu a melhor breja dessa cervejaria. parabens pros caras.

  3. Como a rapadura se torna responsável pelo aumento da secura da Vixnu?

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.