O lúpulo se trata de uma planta trepadeira pertencente a família das Canabiáceas e seu principal papel é proporcionar aroma e amargor nas cervejas. Seu nome cientifico é Humulus Lupulus, sim, esse mesmo, o nome inspirador deste humilde blog.

É utilizado no processo de fervura do mosto e uma dúvida bem comum na hora de montar uma receita de cerveja é: qual lúpulo escolher? Existem vários fatores que podem influenciar esta decisão, por isso vamos apresentar aqui alguns pontos para reflexão que podem te ajudar na hora de decidir.

Como o lúpulo vai aparecer na sua cerveja?

Esta pergunta é referente ao resultado final, portanto te faço uma pergunta: você quer que o lúpulo seja coadjuvante ou protagonista?

Se ele vai servir apenas para o amargor, apenas um lúpulo com alto alfa ácido resolve esse problema, adicionando aos 60 minutos do fim da fervura, não precisa se preocupar tanto assim com a variedade escolhida.

Agora, se a idéia é explorar as propriedades do lúpulo fazendo com que ele apareça no aroma, cabe a escolha de um lúpulo especialmente para isto, que deve ser adicionado nos 15 minutos finais da fervura, com destaque maior para os 5 minutos finais da fervura, late hopping ou dry hopping.

Tipos de lúpulos

Aqui o ponto é se você vai seguir fielmente um estilo. Se você não faz questão de seguir a tradição nesta sua receita, escolha o que tem o perfil aromático mais interessante.

De uma maneira geral, os lúpulo dos estilos alemães apresentam características picantes e florais. Os ingleses costuma ser mais terrosos, condimentados, com aromas mais fechados. Já os americanos costumam ter aromas mais intensos, com características frutadas, cítricas e florais.

Agora, se você quer seguir fielmente um estilo, busque os lúpulos que são tradicionalmente usados na região de onde vem este estilo, assim vamos separar alguns lúpulos por região produtora de cerveja:

 

Lúpulos alemães e tchecos

A Alemanha se destaca por ser a maior produtora de lúpulo do mundo com números um pouco maiores que Estados Unidos e Etiópia*, e quando vamos dos lúpulos alemães ou tchecos, sabemos que a palavra qualidade está sempre junto e apresentam características picantes e florais

1. Saphir

Uso: aroma
Ácido alfa: 2 – 4%
Ácido beta: 4 – 7%
Aplicado em: Pilsner, American Lager, European Dark, Lager, Belgian Ale, Belgian Lambic, Sour Ale, Belgian Strong Ale, Bock, European, Pale Lager, German Amber Lager, Fruit Beer e Light Ale
Substituto: Hallertauer Mittelfrüh

2. Hallertauer Mittelfruh

Uso: aroma
Ácido alfa: 3 – 5,5%
Ácido beta: 3 – 5%
Aplicado em: Pilsner, American Lager, European Dark, Lager, Belgian Ale, Belgian Lambic, Sour Ale, Belgian Strong Ale, Bock, European, Pale Lager, German Amber Lager, Fruit Beer e Light Ale
Substituto: Hallertauer Mittelfrüh

3. Hallertauer Magnum

Uso: amargor
Ácido alfa: 11 – 16%
Ácido beta: 5 – 7%
Aplicado em: American Lager, European Dark Lager, Pilsner, Stout, German Ale, Belgian Ale, French Ale, Kölsch, Altbier, Barleywine, Imperial stout, Belgian Lambic, Sour Ale, Belgian Strong Ale, English Strong Ale, Scottish Strong Ale, Scottish Ale, Bock, Brown Ale, English Bitter, Pale Ale, European Pale Lager, German Amber Lager, Fruit Beer, IPA, Light Ale, Porter, Smoked Beer, Specialty Beer, Spice Beer, Scout e Wheat
Substituto: Horizon, Newport, Northern Brewer, Pilgrim, Target, Taurus, Northdown, Columbus, Nugget, US Magnum e Galena

4. Hallertauer Merkur

Uso: aroma e amargor
Ácido alfa: 12 – 14%
Ácido beta: 4,5 – 5,5%
Aplicado em: Lager
Substituto: Hallertauer Magnum, Taurus, Hallertauer Tradition

5. Saaz

Uso: aroma
Ácido alfa: 2,5 – 4,5%
Ácido beta: 4 – 6%
Aplicado em: Pilsner, American Lager, European Dark Lager, Belgian Ale, Belgian Lambic, Sour Ale, Belgian Strong Ale, Bock, European Pale Lager, German Amber Lager, Fruit Beer, Kölsch, Altbier, Light Ale, Smoked Beer e Wheat
Substituto: American Saaz, Sladek, Lublin, Sterling, Ultra e Vangaurd, Tettnan e Lubelski

6. Spalt

Uso: aroma
Ácido alfa: 2,5 – 5,5%
Ácido beta: 3 – 5%
Aplicado em: American Lager, European Dark Lager, Pilsner, Bock, Kölsch, Altbier, Munich Helles, Belgian Lambic, Sour Ale, Belgian Strong Ale, European Pale Lager, German Amber Lager, Fruit Beer, Light Ale, Smoked Beer, Wheat
Substituto: German Spalt Select, U.S. Saaz, Santiam, Liberty, Tettnanger e Hallertau

7. Tettnang

Uso: aroma
Ácido alfa: 3 – 6%
Ácido beta: 3 – 5%
Aplicado em: American Lager, European Dark Lager, Ale, Pilsner, Wheat, Belgian Lambic, Sour Ale, Kölsch, Altbier, Munich Helles, Belgian Ale, Belgian Strong Ale, Bock, European Pale Lager, German Amber Lager, Fruit Beer, Light Ale e Smoked Beer
Substituto: German Spalt Select, U.S. Saaz, Santiam, Liberty, Tettnanger e Hallertau

 

Lúpulos ingleses

Está entre os 10 maiores produtores de lúpulo mundiais e seus lúpulos têm aroma gramado, floral, frutado, levemente cítrico, são refrescantes e muito utilizados em estilos de cervejas inglesas ou em suas variações que são utilizadas ao redor do mundo.

1. East Kent Golding

Uso: aroma e amargor
Ácido alfa: 4,5 – 6,5%
Ácido beta: 1,9 – 2,8%
Aplicado em: English Ale, Stout, Porter, Lager, Belgian Ale, French Ale, Barleywine, Imperial stout, Brown Ale, English Strong Ale, Scottish Strong Ale, Scottish Ale, English Bitter, Pale Ale, IPA e Scout
Substituto: U.K. Progress, American. Golding, Whitbread Golding Variety, Fuggle, Willamette, Sovereign e First Gold

2. Target

Uso: aroma e amargor
Ácido alfa: 9,5 – 12,5%
Ácido beta: 4,3 – 5,7%
Aplicado em: American Amber, English Bitter, Pale Ale, English Ale, Belgian Ale, French Ale, American Lager, European Dark Lager, Barleywine, Imperial stout, Belgian Lambic, Sour Ale, Belgian Strong Ale, English Strong Ale, Scottish Strong Ale, Scottish Ale, Bock, Brown Ale, European Pale Lager, German Amber Lager, Fruit Beer, IPA, Kölsch, Altbier, Light Ale, Porter, Smoked Beer, Specialty Beer, Spice Beer, Scout, Wheat e American Stout
Substituto: Admiral, Fuggle, Nugget, Willamette, Pilgrim, Magnum, Northdown e Progress

3 Admiral

Uso: amargor
Ácido alfa: 13 – 16%
Ácido beta: 4 – 6%
Aplicado em: IPA, English Bitter, Pale Ale, Ale, English Ale, Belgian Ale, French Ale, Barleywine, Imperial stout, English Strong Ale, Scottish Strong Ale, Scottish Ale, Porter e Scout
Substituto: Amarillo, Cascade USA, Centennial, Chinook, U.K. Challenger, U.K. Northdown e U.K. Target

4. Fuggle

Uso: aroma
Ácido alfa: 3 – 5,6%
Ácido beta: 4 – 6%
Aplicado em: IPA, English Bitter, Pale Ale, Ale, English Ale, Belgian Ale, French Ale, Barleywine, Imperial stout, English Strong Ale, Scottish Strong Ale, Scottish Ale, Porter e Scout
Substituto: Styrian Golding, American Fuggle, Willamette, Newport, Progress, Sovereign e American Tettnanger

 

Lúpulos americanos

Produtores de cerca de 31 mil toneladas de lúpulo*, atrás somente da Alemanha, os Estados Unidos se destacam por serem produtores e consumidores de cerveja, principalmente o estilo IPA.  Seus lúpulos costumam dar intenso sabor e aroma a cerveja, sempre com uma característica cítrica, floral e um aroma intenso de pinho

1. Amarillo

Uso: aroma
Ácido alfa: 7 – 11%
Ácido beta: 5,5 – 8%
Aplicado em: American Ale, American Amber e Pale Ale, OPI, IPA, Belgian IPA, Doble IPA e Porter, Scout
Substituto: Cascade, Centennial, Summit, Ahtanum, Chinook e Simcoe

2. Cascade

Uso: aroma
Ácido alfa: 5,5 – 9%
Ácido beta: 6 – 7,5%
Aplicado em: American Ale, Belgian Ale, French Ale, American Amber e Pale Ale, IPA, Porter, Barleywine, Imperial stout, Witbier, Pilsner, Brown Ale, Light Ale, Smoked Beer, Specialty Beer, Spice Beer e Scout
Substituto: Amarillo, Centennial, Columbus, Summit e Ahtanum

3. Centennial

Uso: aroma e amargor
Ácido alfa: 7 – 12%
Ácido beta: 3,5 – 5,5%
Aplicado em: American Amber e Pale Ale, Wheat, American Ale, Belgian Ale, French Ale, IPA, Barleywine, Imperial stout, Brown Ale, Light Ale, Porter, Smoked Beer, Specialty Beer, Spice Beer e Scout
Substituto: Amarillo, Challenger, Cascade, Columbus, Summit, Chinook e Green Bullet

4. Zeus

Uso: amargor
Ácido alfa: 14,5 – 17,5%
Ácido beta: 4 – 5,5%
Aplicado em: American Amber e Pale Ale, Barleywine, Imperial stout, Belgian Ale, French Ale, Brown Ale, IPA, Porter, Smoked Beer, Specialty Beer, Spice Beer, Scout e Wheat
Substituto: Columbus, Nugget, Galena, Chinook e CTZ

5. Ahtanum

Uso: aroma
Ácido alfa: 4 – 6,5%
Ácido beta: 5 – 6,5%
Aplicado em: American Ale, American Ambe, Pale Ale, IPA, Lager, Brown Ale, Porter e Scout
Substituto: Amarillo, Cascade, Centennial, Simcoe, Perle, Challenge

6. Mount Hood

Uso: aroma
Ácido alfa: 4,6 – 5%
Ácido beta: 4,4 – 7,2%
Aplicado em: American Lager, European Lager, Pilsner, Bock, Wheat, Kölsch, Altbier, Helles Munich, Belgian Lambic, Sour Ale, Belgian Strong Ale, European Pale Lager, German Amber Lager, Fruit Beer, Light Ale e Smoked Beer
Substituto: Crystal, French Strisslespalt, Hersbrucker, Hallertauer, Tettnanger, Liberty, Hallertauer Mittelfrüh e Ultra

 

Lúpulos belgas

A Bélgica tem uma história interessante quando o assunto é a produção de lúpulo, pois sempre foram um país que produz muita cerveja e insumos que são direcionados a países vizinhos como Alemanha, Reino Unido e Holanda.

Por conta da produção de lúpulos para países vizinhos e a falta deles para os belgas – hoje contam com cerca de 150 hectares – foi criada a Belgische Hop, uma cooperativa de produtores que reconhece a tutela de lúpulos plantados em Poperinge e a presença de ao menos 50% deles em uma cerveja belga.

Podemos dizer então que os lúpulos na Bélgica são alemães e ingleses por terem a mesma condição de plantio e climática.

Posso misturar os lúpulos?

Claro que sim. Mas uma experiência interessante é fazer cervejas com um só lúpulo, pelo menos em termos aromáticos, para conhecer as características de cada um antes de fazer blends. Assim, você vai conseguir perceber melhor como a característica de cada lúpulo pode aparecer na combinação escolhida.

É interessante também pensar nas quantidade, já que alguns lúpulos tem características aromáticas mais intensas e podem apagar versões mais suaves.

Agora que falei muito sobre o lúpulo, que tal você dar uma olhada nos tipos de cervejas disponíveis e já pensar sobre qual é o seu tipo favorito ou qual será o próximo a ser produzido?

*Números de produção de lúpulos retirados da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) sobre as estatísticas de produção em 2000 até 2016.