Pocahontas - IPA

Pocahontas – IPA

Coleção de livros na Amazon

Receita de Leonardo Botto

 

De maltes:

Pale ale (Weyermann) – 7,1 kg
Vienna (Weyermann) – 5,3 kg
Carared (Weyermann) – 1,35 kg

De água:
66 litros (35 primária e 31 secundária)

De levedura:
WL 002, English Ale (20 litros)
WL 005, British Ale (20 litros)

De lúpulos:
121 g de Cascade – 60 min. do final da fervura
20 g de Fuggle – 55 min.
20 g de Fuggle – 50 min.
20 g de Fuggle – 45 min.
20 g de Fuggle – 40 min.
20 g de Fuggle – 35 min.
20 g de Fuggle – 30 min.
20 g de Fuggle – 25 min.
20 g de Cascade – 20 min.
20 g de Cascade – 15 min.
20 g de Cascade – 10 min.
30 g de Cascade – 5 min.
63 g de Fuggle – 0 min.

A Pocahontas ficou com sabor e aroma de lúpulo bem intensos (quem experimentava achava que tivesse feito dry hopping), amargor elevado mas bem equilibrado no malte, na minha opinião perfeitos para o estilo, mas tal lupulagem fez com que as pessoas a amassem ou odiassem. Não é uma cerveja que agrada a todos, principalmente a quem não está acostumado com as IPAS. Pena que só me ative a isso após os últimos concursos. Mas mesmo assim, acho-a maravilhosa, e espero repetir a receita muitas e muitas vezes mais. Ainda tenho 10 litros da IPA com o fermento British, que espero servir no próximo curso. A cor dela ficou linda também, parecendo ter sido filtrada. Hoje penso ela ter ficado mais próxima das American IPAs.

Eis o processo:
Aqueci os 35 litros de água até 70º, quando adicionei os maltes, o que fez com que a temperatura baixasse até 66º. Elevei até 67º e fiz uma parada de 60 minutos. Depois elevei até 70º, fazendo nova parada de 60 minutos. Subi até 78º e desliguei o fogo, passando a fazer a filtração com a posterior lavagem do bagaço, com o restante da água (31L).
A fervura foi de 80 minutos, bem intensa, e faltando 15 minutos pro seu final adicionei três pastilhas de Whirfloc.
A OG ficou 1056 e a FG em 1016 (com British) e 1018 (com English), o que me deu cerca de 5,2% de abv. Com mais o primming que fiz, aproximadamente obtive mais 0,2% de abv, o que fez com que a Pocahontas tivesse 5,2% abv com o English e 5,4% abv com o British.
A leva foi de 48 litros, sendo que 8 litros guardei para propagação de fermentos. A fermentação ocorreu em 8 dias a 20ºC.

OBS: Tenho costume de dividir minhas levas em vários fermentos, mas nunca havia observado uma diferença tão grande entre duas leveduras. Não falo em aroma ou gosto, mas em aparência e interferência na lupulagem. A com o British ficou límpida, mais seca, muito mais bonita, pouco mais alcoólica, com mais amargor e muito mais aroma de lúpulo, enquanto a com o English ficou mais equilibrada no sabor, menos amarga, mais translúcida. Valeu muito pela experiência. Nas próximas levas já sei mais o que esperar de ambos os fermentos.

Saúde e um brinde à Pocahontas,

Botto

Biblioteca de livros (1)

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

5 Comentários

  1. Boa tarde
    Adorei a receita! Vou fazer assim que possivel! Esse site é uma referencia pra mim que sou iniciante! parabens!

    Uma duvida: joguei os ingedientes no Beer Alchemy, e ele deu uma OG de 1075 , FG de 1018, ABV de 7.6 e IBU de 69, ou seja, bem fora do original.
    Vc saberia explicar o que pode ter acontecido? Isso para Cascade de 5.2 AA e Fuggle 4.5 AA
    Com isso fugiu um pouco do estilo de IPA do software, mas entrou dentro de Imperial IPA
    Obrigado

    1. Marcel, repare algumas coisas. Primeira, eficiência. Cada um tem a sua e, por isso, os ajustes precisam ser feitos para cada equipamento, de forma a chegar na OG desejada.

      Sobre lúpulos: 69 de IBU para uma IPA está dentro do esperado. E, indo mais longe, sempre há uma grande perda, logo, é melhor estimar bem para cima mesmo.

      abs

      1. Obrigado pela resposta tao rapida
        Eu ajustei os volumes de agua e deu certo no software

        O que voce quer dizer por eficiencia? tem algum post ou artigo que fale sobre isso?

        eu uso um equipamento pra 20 Lt do mais basico possivel- 1 panela de brassagem com fundo falso, clarificacao na mao mesmo, tiro os graos da panela, lavo e volta pra fazer a fervura na mesma guerreira….
        Ainda nao encontrei a formula perfeita pra chegar nos 20 lts finais. sempre fica com 17.5 − 18 lt…eu tento nao dar aquela “viradinha na panela” no trafego da panela para o primario, tampouco do primario para o secundario, o que faz perder muito liquido tbem…

        agora estou trabalhando com uma taxa de evaporacao de 10%/hora, perda de 1lt agua por kg de malte. Vou tentar com 34 lts totais pra tentar chegar nos 20 lts.

        que tal?

        Obrigado

      2. Marcel, arruma outra panela hahaha

        A eficiência é calculada no programa. no BeerSmith tem isso. Lá vc trabalha com uma taxa de eficiência. Para medir na mão, só vc fazendo uma cerveja a partir de uma receita, ver qual foi a OG e aí corrigir ela para chegar no ideal.

      3. Legal!
        obrigado mais uma vez
        sou teu fa!

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.