Artigos Cervejas Caseiras

Baunilha na cerveja: aprenda a usar especiarias na receita!

Escrito por Carlos Lara

Fazer cerveja caseira, mais do que seguir receitas, é uma oportunidade para inovar e mostrar o lado criativo (e racional) que existe dentro do eu cervejeiro.

Temos a possibilidade de utilizar diversos insumos e especiarias na cerveja, como por exemplo criando uma fruit beer, mas desta vamos falar sobre um teste feito com fava de baunilha, por isso se você quer aprender como utilizar em sua receita, recomendamos é claro, que leia até o final, ok?

Por que baunilha?

Poderia usar aqueles extratos convencionais de baunilhas que vendem no mercado? Sim, claro, mas não teria o mesmo resultado. Quando fazemos cerveja em casa, buscamos a melhor qualidade possível, e, por isso, os melhores ingredientes.

Baunilha na cerveja

Cortando e separando a fava

A baunilha em si apresenta fortes características e que podem dar um toque especial na sua cerveja, podemos citar claramente o aroma e que ela tem a característica de adicionar uma sensação de maior corpo à cerveja.

Mas por que usar? A idéia era dar um toque aromático extra com esta tão apreciada especiaria. O estilo escolhido foi o Brown Ale, por sua característica de sabores e aromas de chocolate, caramelo e castanhas.

Cervejas do estilo Stout e Porter também são indicadas, mais vai do gosto do freguês. Quando pensamos em cerveja, tudo é possível de ficar delicioso.

Baunilha na cerveja

Retirando as sementes

Utilizando a baunilha na cerveja

Para utilizar a baunilha, é preciso fazer um corte no meio da fava e retirar as sementes. Ali está contido o potente aroma. Mas, para aproveitar ao máximo, indica-se colocar tudo no mosto, inclusive as favas.

Baunilha na cerveja

Misturando ao mosto

Utilize cerca de 5 favas, adicionadas durante a fervura, pois assim o potencial aromático pode ser extraído. O resultado final, em 40 litros, é de um leve e agradável toque de baunilha, deixando a cerveja com uma sensação mais cremosa na boca.

Porém, a presença fica discreta com a cerveja gelada e carbonatada, ou seja, como vamos consumir. Digo isto, pois no tanque a baunilha fica mais presente. Querendo algo mais marcante, é preciso utilizar uma quantidade maior.

O problema é o preço destas favas, que gira em torno de 10 reais a unidade nas lojas especializadas. Há opções de comprar mais barato na internet, vale a busca.

Outra solução é a utilização do extrato. Aqui, não usamos o industrial (pelamordedeus!), mas um fabricado em casa com vodka e baunilha (veja como fazer). Assim, ele pode ser aplicado durante a fermentação ou maturação, mas é recomendável que se use no final da maturação para que o aroma esteja mais fresco e vivo durante o envase.

Ao utilizar tanto na fervura quanto na maturação, obtivemos um resultado mais marcante na cerveja, deixando uma agradável sensação da baunilha na boca após cada gole. O resultado final da experiência é muito interessante e recomendamos que experimentem!

Quer entender mais sobre especiarias na cerveja? Você pode acessar nosso post e tirar suas dúvidas.

aprender a fazer cerveja em casaPowered by Rock Convert

Sobre o Autor

Carlos Lara

Marketeiro e Sommelier de Cerveja. Criei a minha paixão pela cerveja há um tempo, principalmente vendo jogos de futebol e hoje escrevo conteúdos sobre diversos assuntos nas horas vagas.

14 Comentários

Comentar