Como fazer

Clarificação da cerveja: como deixar sua cerveja cristalina

clarificação da cerveja
Escrito por Lucas Magá

A coloração da cerveja é um fator que realmente faz a diferença para sua aparência e apresentação, afinal, quem nunca quis fazer uma cerveja límpida e cristalina? Nesse post realizaremos seu desejo e ensinaremos como clarificar sua cerveja e deixa-la parecida com uma cerveja pasteurizada.

Então se quer ter cervejas clarificadas e cristalinas como uma pilsen tcheca, é só ler até o final!

Por que clarificar a cerveja?

Uma boa cerveja está mais além do que simplesmente o sabor e aroma. A cor também são essenciais para uma boa cerveja, sendo inclusive pontos a ser julgados dentro de um concurso. Ela será a primeira impressão da sua cerveja, sendo muito importante para uma boa avaliação, se tornando mais bonita do que uma cerveja turva.

Além disso uma cerveja límpida, translúcida mostra que sua cerveja está muito próxima de uma cerveja artesanal de indústria, no qual a pasteurização auxilia para essa limpidez da cerveja.

São fatores importantes, não são? Por isso agora vem a parte boa, onde ensinaremos como fazer na prática.

Como deixar sua cerveja mais límpida e translúcida

Durante os processos de fabricação de cerveja, alguma técnicas podem contribuir para deixa sua cerveja mais límpida como por exemplo:

1. Clarificação na mostura

Uma boa recirculação do mosto além de extrair os açúcares necessários, à recirculação do mosto também contribui para um mosto mais claro, límpido. Além disso a etapa do sparge, que é a lavagem da cama de grãos e auxilia bastante para melhorar ainda mais. Executando essas duas etapas contribuirá para seu desejo final de uma cerveja translúcida.

Passando para outra etapa de produção da cerveja, durante a fervura a adição do whirfloc também contribuirá.

2. Whirfloc

O Whirfloc é uma pastilha utilizada no final da fervura durante os 15-10 minutos finais para acelerar a decantação de materiais que que formam o trub como proteínas, resíduos de lúpulo etc. Isso acontece porque o whirfloc tem alto peso molecular que age como floculante.

Avançando mais uma etapa chegamos no resfriamento

3. Whirlpool e Resfriamento

No whirlpool é importante notar que depois de ter feito redemoinho que todo o trub decantou, pois se não acontecer isso realize novamente o whirlpool para decantar senão seu trabalho será em vão.

Para o resfriamento da cerveja o ponto determinante será o tempo gasto para resfriar o mosto. Quanto mais rápido isso acontecer, mais eficiente será o resfriamento, melhorando a formação do trub no fundo da panela.

4. Transferência para o balde fermentador

Após resfriado o mosto, para transferência para o balde fermentador e para todas as outras transferências futuras, aconselho o uso de peneiras, ou filtros, bag, para reter qualquer partícula de trub ou de qualquer outra coisa que possa estar presente em seu mosto. Lembre-se de sempre sanitizar tudo para evitar a contaminação.

5. Leveduras e Fermentação

Uma boa fermentação percebe-se pela sedimentação e agregação das leveduras no fundo do balde fermentador. Para isso tem alguns fatores que contribuem para essa sedimentação, como a escolha de boas leveduras para o estilo da sua cerveja, e com uma taxa de floculação alta.

Além disso proporcionar um ambiente com mínimo de stress possível para as leveduras contribuirá para boa fermentação, que influenciará para cerveja mais limpa devido a sedimentação comentada no início do tópico.

6. Cold Crash

O cold crash é uma etapa da maturação normalmente a final, que consiste em baixar de uma vez só a temperatura.

Por exemplo, se sua cerveja está maturando a 14ºc, o cold crash seria você baixar a temperatura dos 14 para 1ºc de uma vez só, e manter por alguns dias nessa temperatura baixa, contribuindo para o resultado final esperado.

7. Uso da Hop Bag

Pensando no visual final da cerveja, utilizar a hop bag para o dry hopping ajuda a reter os resíduos do lúpulo, diminuindo os resíduos na sua cerveja.

8. Carbonatação forçada / priming

O uso do priming gera resíduos, e esses resíduos estarão sempre na cerveja, pois é a etapa final do processo de fabricação de cerveja. Como solução para o fim desses resíduos é a a troca do método de carbonatação da cerveja, de priming para a carbonatação forçada que se trata basicamente de carbonatar direto com CO2.

Porém a carbonatação forçada precisa de equipamentos, e esses equipamentos não são baratos.

Caso não esteja disposto a esse investimento, uma dica que eu do para quem usa priming é gelar a sua garrafa de cerveja sempre em pé, pois assim, o resíduo tende decantar no fundo da garrafa e só irá para o copo no final da cerveja, no qual esse resto de cerveja da garrafa pode ser descartado.

Clarificação da Cerveja com Gelatina

A gelatina é muito eficiente para clarificar a cerveja, pois ela atua removendo polifenóis e proteínas. A gelatina é uma medida corretiva, pois o seu uso é para consertar a limpidez que não foi a esperada.

O uso da gelatina para clarificação da sua cerveja é na etapa de maturação, cerca de 64,48 horas antes do envase. E para o preparo da gelatina será da seguinte forma:

Para 20 litros de cerveja

  • Será usado 6 gramas de gelatina em pó sem sabor no qual diluirá em 100 mL de água, de preferência mineral para não da gosto na sua cerveja
  • Esquentar a solução até 65º graus
  • Adicionar ao balde no qual a cerveja está maturando

Caso você esteja pensando em fazer a clarificação da cerveja com gelatina em uma maior quantidade, pode fazer uma simples regra de 3 para manter a proporção.

Agora que você aprendeu algumas novas técnicas para clarificar sua cerveja, que tal aprender sobre novas técnicas de lupulagem?

aprender a fazer cerveja em casaPowered by Rock Convert

Sobre o Autor

Lucas Magá

Mestre Cervejeiro da cervejaria Sileno, membro no Grupo de Estudos e Pesquisa em Cerveja Artesanal e da Acerva de Minas Gerais, atualmente desenvolvendo pesquisa em cervejas inovadoras para o mercado, graduando em Bacharelado em Biosistemas pela UFSJ.

1 Comentário

Comentar