Harmonização

Harmonizar cerveja é difícil? Respondemos aqui sua dúvida!

harmonização de cerveja
Escrito por Carlos Lara

No mundo da quase “antiga” tal da globalização, fazer harmonizações está cada vez mais complexo.

O mundo evoluiu tanto em opções para escolhas em todos os sentidos e diversidades viraram um direito adquirido. Aqui no Brasil as coisas parecem estar andando também cada vez mais rápidas.

Como já não bastassem as centenas de diferentes estilos de cervejas catalogados, encontramos particularidades dentro de cada rótulo. Indo além, agora, por conta da criatividade dos cervejeiros, e pela liberdade de expressão, cervejas com características extremas possuem exemplares espalhados pelo globo terrestre e estão “fazendo a cabeça” de muita gente.

Por causa da sua combinação de ingredientes, a cerveja pode assumir várias roupagens, da leveza pouco amarga das American Lagers, conhecidas erroneamente por Pilsen, passando pelas Pilsens tchecas, já mais secas e amargas, pelas Weiss Biers, extremamente aromáticas e refrescantes, e pelas IPA’s apresentando amargor elevado e aromas diversos, além de Red Ales, Stouts, e por aí vamos.

A gastronomia na harmonização

Mas para complicar um pouco mais, quando falamos de gastronomia a coisa vai longe.

Hoje em dia é tão mais fácil o acesso a ingredientes provenientes de qualquer parte do globo, e as diferentes culinárias: árabe, turca, marroquina, mexicana, tailandesa, indiana, e por aí vai.

São muitas as ressalvas quanto a “princípios básicos de harmonização”. Temos tantas exceções que eles se tornaram apenas um ponto de partida para daí então podermos alçar vôos mais arriscados.

Saiba que quanto maior o risco, maiores podem ser os ganhos.

O conhecimento por trás da harmonização

Conhecer os sabores nunca foi tão importante, porque partimos do principio básico de que para harmonizar é só provando  a cerveja e entendendo suas características.

A parte mais legal é onde seu cérebro ajuda: a extrair a essência da cerveja e identificar com o que ela pode harmonizar, com base no seu conhecimento de ingredientes das diferentes culinárias que já experimentou ao longo da vida.

O contrário também vale, buscar em sua memória uma cerveja que irá combinar com uma preparação, de acordo com suas características.

Características das cervejas e comidas

Elas não devem atrapalhar o conjunto, mas de preferência, em um nível de complexidade maior, serem utilizadas como complemento desse conjunto.

Exemplo, uma cerveja bem lupulada (cerveja IPA, por exemplo), como todo mundo sabe e fala por aí, harmoniza bem com pratos apimentados.

Mas e se ela tem toques de capim limão? Por que não usarmos um prato com esse ingrediente para deixar tudo ainda mais perfeito? Ou algum outro ingrediente que combine com esse capim limão de maneira que tudo interaja de maneira agradável!

Texturas, métodos de cocção, molhos e caldos, condimentos e especiarias são coisas muito importantes a serem levadas em consideração.

O peito do frango, por exemplo, tem textura e teor de gordura totalmente diferentes da sobrecoxa. Isso muda muita coisa. Como também a maneira como são preparados os alimentos. Continuando com nosso frango, ele vai ser frito, assado com ervas, ou ensopado? Reparem que são frangos com propostas totalmente diferentes.

Fazer harmonizações parece às vezes uma coisa complicada. Realmente, quando falamos da teoria de harmonização, pode parecer assustador tentar desvendar todas as nuances de uma bebida e de uma comida para podermos saber se vamos obter uma combinação agradável.

Mas ela ada mais é do que uma dança de sabores e grandes coreografias que podem fazer um espetáculo grandioso, ou uma verdadeira comédia circense.

Não existe par perfeito, uma vez que nunca haverá unanimidade, mas uma boa harmonização é aquela que nos traz o prazer de serem consumidos em conjunto, portanto representar uma experiência mais prazerosa do que cada um deles sozinho.

Gostou do conteúdo? Então vem cá e confere a nossa categoria de harmonização com as melhores dicas de pratos e combinações.

 

Sobre o Autor

Carlos Lara

Marketeiro e Sommelier de Cerveja. Criei a minha paixão pela cerveja há um tempo, principalmente vendo jogos de futebol e hoje escrevo conteúdos sobre diversos assuntos nas horas vagas.

13 Comentários

  • Conheci o site pela beershop cervejas no facebook, já de cara vi que há muita informação. Harmonização é uma das coisas que mais tenho pesquisado. Parabens pelo site e pela coluna!

  • Parabéns, Andréa. Sucesso para a sua coluna que certamente preencherá um vácuo enorme que existe na comunidade cervejeira do Brasil sobre o assunto harmonização do precioso líquido com comida.

    Parabéns pela iniciativa, Homini Lupulo. Seu blog cada vez mais se diferencia dos demais mostrando novas visões e valores envolvidos na produção e consumo de cervejas.

    Cheers

  • Embora não conhecedor profundo de cerveja, entendo que haja
    um nicho de mercado que necessita de orientações dessa natureza, a exemplo do que ocorre com os vinhos. Temos atualmente no cardápio de nossos restaurante sabores praticamente do mundo, que se adaptaram aos nossos gostos.
    E o que dizer dos nossos próprios sabores e iguarias?
    Parabéns pela iniciativa e sucesso nessa sua nova empreitada.
    Salute…

  • Pôôôôxaaaa!!!!!!!!!!!!!
    Que MA RA VI LHA………..
    Voce confirma o que penso, não existem regras fixas, existem sim “momentos”, e para cada um desses momentos diferentes sabores, aromas, cheiros, harmonizações, enfim o que nos dá prazer.
    Parabéns pela iniciativa da Hominilupulo, e pelo bom senso de ter voce como colunista.
    Cada vez me orgulho mais.
    Besos
    Ademir