Schneider Tap 5: uma weizen com corpo alemão e amargor americano

Schneider Tap 5: uma weizen com corpo alemão e amargor americano

Coleção de livros na Amazon

Quando se ouve falar de uma cerveja como essa, se percebe como o mercado está mudando. Uma cerveja de trigo, de uma marca bem tradicional da Alemanha, fazer uma parceria com americanos apaixonados por lúpulos e cervejas extremas?

Pois esta é a Schneider Weisse Tap 5 Meine Hopfenweisse, em parceria com a Brooklyn Brewery.

Interessante é que ela é também fabricada por esta nos EUA com o nome de Brooklyner-Schneider. E basta abrir esta garrafa para entender o inusitado: já sobe um marcante aromado lúpulado, algo inimaginável em uma Weizen alemã.

As duas cervejarias produziram a mesma receita, que de acordo com o Beer Advocate é uma Hoppy Weissbock. Porém, cada leva recebeu o lúpulo da região. A versão alemã ficou com o Hallertauer Saphir, enquanto a americana recebeu doses generosas de Amarillo. Bem, vamos logo à degustação que já deu sede.

Ela tem a cor alaranjada., aroma lúpulado marcante herbal e floral, com um toque frutado de manga. Sabor acompanha o aroma, com final amargo marcante.

O alto teor de lúpulo disfarça seu corpo, nem o adocicado tradicional do estilo. Bem carbonatada, e tem ótima retenção de espuma, como uma Weizen deve ser.

Os 8,2% de álcool só são percebidos no final, com um leve aquecimento.

Para harmonizar com ela, a sugestão é combinar com comidas bem apimentadas, pois equilibrará com a complexidade de corpo e lupulagem.

Uma grata surpresa esta Schneider Weisse Tap 5  Meine Hopfenweisse. Se bem que, se tratando de Schneider e Brooklyn, só pode-se esperar por maravilhas, ainda mais quando se pega o melhor de cada uma.

Biblioteca de livros (1)

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

  1. Se quiser saber um pouco sobre o processo de formação da espuma, visite o site:
    http://teoriadecerveja.blogspot.com.br/2016/07/como-se-forma-espuma.html

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.