Beber e Comer Degustação

Degustação de cervejas importadas – nível 01

Escrito por Carlos Lara
SEGUIR NO INSTAGRAMPowered by Rock Convert

Lista com cervejas importadas fáceis de serem encontradas no Brasil e que podem ser um bom início para quem quer conhecer mais sobre cervejas especiais. Com estilos bem variados, pode-se começar a distinguir melhor as sutilezas de aromas e sabores diferentes, assim como colorações bem distintas.

 

Vamos às cervejas e o que você deve procurar em cada uma:

 

Paulaner Munchen Hell – uma lager clara alemã, comparar com a seguinte a coloração, sabores e aromas

 

Pilsener Urquell – inventora do estilo mais popular do mundo, tem amargor marcante e aroma herbal de lúpulo


Erdinger Weissbier – bela formação e retenção de espuma. Turva, com leveduras em suspensão e aroma de banana

 

Leffe Blonde – procurar o frutado e condimentado numa cerveja em que o doce do malte predomina

 

Guinness –  sabor de torreifação marcante, assim como aroma, puxando para café e chocolate.

 

Após degustar esta cerveja, procure por novas listas aqui no Homini lúpulo e vá desenvolvendo o paladar, olfato e conhecimento sobre cervejas. É interessante que as cervejas sejam degustadas nesta ordem, caso seja no mesmo dia, pois as cervejas mais fortes devem sempre ser degustadas por último. E não se esqueça de comentar sobre estas cervejas artesanais, sua impressão ou dúvida pode contribuir para os outros.

 

 

Sobre o Autor

Carlos Lara

Marketeiro e Sommelier de Cerveja. Criei a minha paixão pela cerveja há um tempo, principalmente vendo jogos de futebol e hoje escrevo conteúdos sobre diversos assuntos nas horas vagas.

4 Comentários

  • Bom post, boas sugestões. Compartilhei!

    Só pra confirmar: será que a primeira não seria a Urquell? Deduzi pelo texto da Paulaner, em que sugere comparar com a anterior (mas ela é a primeira…)
    Aproveitando, há um erro de digitação: oLfato. 😉
    abraço!

  • Erro feio no olfato… já corrigido heheh

    Essa questão da Urquell foi que de última hora resolvi mudar a cerveja. Seria uma pilsen alemã, que seria a primeira a ser degustada. Como coloquei a tcheca no lugar, inverti a ordem, pelo maior amargor, mas não revisei o texto. Agora está certinho.

    Valeu, Zatith!

    abraços

  • A Guinness tem uma característica que achei bastante curiosa. Entre as cervejas que já degustei, foi a que mais “desceu redondo” (desculpe-me pela piada, foi inevitável).

    Enfim, diferentemente de qualquer outra cerveja, ela passa pela garganta como se fosse água. E não era bem isso que eu esperava da Guinness. Outra curiosidade é o fato de ela ser idolatrada por muitos.

    Gostei do aroma, mas o sabor… achei meio enjoativo, apesar de ser gostoso. Não entendo tanto do assunto como o Homini Lúpulo, mas, levando em conta o meu paladar, é uma cerveja para poucos goles.

  • Sou iniciante como degustador, mas posso dizer que entre as quase duzentas marcas (cervejarias) e tipos de cerveja que tive a honra de apreciar, a que mais gostei foi a PRIMAT’OR – STOUT. As brejas da República Tcheca são espetaculares.

    Gosto de todas as outras, inclusive as IPA’s e APA’s

Comentar