Anchor Blackberry Daze

Anchor Blackberry Daze: sinergia de grapefruit e blackberry

SEGUIR NO INSTAGRAMPowered by Rock Convert

A cervejaria Anchor é uma das tradicionais da badalada cena cervejeira do sul da Califórnia, com mais de cem anos de idade, podemos dizer que ela é uma cervejaria com história e que impõe respeito aos novos concorrentes.

É de me impressionar que uma cervejaria que fez clássicos da cultura cervejeira norte-americana como a Anchor Porter e a Liberty Ale tenha tomado atitude tão avant-garde e lançado uma IPA com adição de amoras na segunda fermentação.

Anchor BrewingGosto de ver o esforço de cervejarias tradicionais em fazer tentativas de modernização ou de pioneirismo na produção. O ambiente cervejeiro atual reflete nosso paradigma de alta competitividade e grande acessibilidade aos meios de produção cervejeiro

É difícil se sobressair, mesmo já sendo um clássico ícone do mundo cervejeiro norte-americano.

Vejamos sua tentativa.

Características da cerveja

Aparência

De coloração cobre escuro, lembra mel, mas sem a textura deste. Um pouco mais escura que as IPAs tradicionais, já mostrando sua personalidade. Aspecto cremoso, um pouco turva. Espuma se inicia forte, marrom claro de alvéolos pequenos mas pouca retenção, se dissipando logo em seguida.

Aroma

De cara vê-se que é uma IPA, no momento que se abre a garrafa a sala se inunda com seus fortes tons cítricos. Intensa toranja, como a maioria das IPAs americanas, mas esta vem com um leve aroma frutado de frutas vermelhas e escuras como framboesa e amoras.

Imaginava que, pela adição de amoras na fermentação secundária, estas seriam mais proeminentes, mas a sensação que se passa é mais sutil e delicada.

Pouco aroma de malte, é necessário procurá-lo. O malte tem um certo toque de pão e até mesmo mel. O álcool é bem balanceado, mas definitivamente ele está lá e é fácil encontrá-lo.

Gosto

Mesmo com a adição de frutas à fermentação, os lúpulos americanos Bravo e Citra são os protagonistas. Eles carregam fortes sabores cítricos que vão desde a toranja até o limão, somados a um toque floral bem interessante.

O sabor de frutas vermelhas e amoras vem ao fundo acompanhando o malte, é uma união interessante, lembrando algo como pão integral e geleia de amora, tudo muito sutil, não sendo algo principal em momento algum.

Há um amargor moderado e um retrogosto amargo leve; os principais pontos do retrogosto são as frutas e o malte. Tudo muito bem balanceado com uma levedura figurante e um álcool que por mais que perceptível, não é chamativo.

Sensação na Boca

É uma cerveja de corpo médio, seco e limpa. Há uma leve cremosidade e uma carbonatação não muito proeminente. Não há picância e o forte da sensação é o retrogosto, esse perdura por um tempo, mas não de forma muito agradável, talvez o único grande defeito da Raspberry Daze.

Este item faz com que sua drinkability não seja muito boa, sendo uma cerveja de degustação, não de manutenção.

Considerações finais

Eu particularmente apoio a ideia de pegarmos estilos já existentes e tentarmos adicionar algo que dê personalidade a cerveja, mas sejamos sinceros, na maioria da vezes isto falha e temos uma cerveja estranha, mas vale a tentativa, lembremos que na época da criação das IPAs do “novo mundo” muitas cervejas também devem ter parecido uma ideia ruim.

O status quo de todo inventor: sua ideia será um sucesso, como uma catharina sour, ou será mais uma ideia fadada ao esquecimento. Tenhamos em mente que junto de uma boa ideia vieram várias ideias que não tiveram sucesso.

A Blackberry Daze não é uma ideia ruim, não é uma cerveja ruim e definitivamente foi algo interessante que bebi nas últimas semanas, mas simplesmente não tem aquele “fator uau”. Imagino que a Anchor tenha feito essa cerveja tão focada na ideia de infundir amoras na cerveja que se esqueceram do tão saborosa é sua Liberty Ale, sua Porter, entre outros clássicos sul-californianos dos anos 2000.

Talvez se tivessem utilizado uma receita adaptada de sua Liberty Ale somada a infusão de maiores quantidades de amora teríamos uma cerveja incrível, ou talvez apenas a esqueceria no mês seguinte, mas de qualquer forma, foi uma ótima tentativa!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.