Andrea Calmon, agora, toda sexta-feira, trará uma coluna no Homini lúpulo sobre harmonozação. Ela fez parte da primeira turma de sommeliers de cervejas do Brasil, em curso reconhecido pela Doemen’s Akademie em parceria com o Senac. Hoje, Andréa é responsável pela área de Marketing e Vendas da Balkonn, a maior distribuidora exclusivamente de cervejas especiais do Rio de Janeiro, além de ter unido duas de suas grandes paixões, a cozinha e a cerveja, promovendo palestras, workshops, cursos, degustações e eventos ligados à cervejas especiais e harmonizações.

 

 

 

 

 

Homini lúpulo – Como a cerveja artesanal entrou na sua vida?

Andrea Calmon – Pessoalmente, em Chicago. O bar Goose Island era na esquina da minha casa! Profissionalmente, através de uma proposta para ser sócia de uma consultoria em treinamento de brigadas, quandoeu ainda terminava o curso de Gastronomia, que era a Balkonn. Depois virou distribuidora.
HL – Qual parte é melhor, o primeiro gole ou a primeira garfada?

AC – O primeiro gole com certeza é o maior prazer!!!

 

HL – Qual sua cerveja predileta?
A que melhor estiver em sintonia com meu astral (tenho várias paixões).

 

HL – Qual a harmonização que você mais gosta?

AC – Cerveja combina com prazer, seja lá qual for.
 
HL – Alguma dica para quem quer se iniciar em harmonizações de comidas com cervejas?

AC – Vá a feira ou ao hortifruti e tenha curiosidade, os  produtos “in natura”, todos eles, de verduras, a especiarias, legumes, frutas… Tenha o maior número de experiências gastronômicas possíveis. Prove de tudo, absolutamente tudo. Ter preconceitos e ficar sempre na mesmice não enriquece o senso do seu paladar. Conhecer cerveja e comida facilita muito na hora de harmonizar.

 

A primeira coluna da andrea Calmon já está no ar, e não perca as próximas edições. Esta será uma oportunidade para aprender a combinar comidas com cervejas.